REPÚBLICA BANANA PEOPLE

Publique sua OPINIÃO Sem CENSURA! DENÚNCIE! Seja Um Colaborador!

Archive for the ‘Embarcações’ Category

Polícia divulga imagens do interior do Costa Concordia

Posted by REPÚBLICA BANANA PEOPLE em julho 4, 2014

Um vídeo da polícia italiana mostra imagens do interior do Costa Concordia, navio que naufragou a 13 de janeiro de 2012 ao largo da ilha italiana de Giglio. No acidente, pelo qual está acusado o comandante Francesco Schettino, perderam a vida 32 das 4 229 pessoas que seguiam a bordo. As imagens do vídeo, divulgado por sites de media como a BBC e o ‘Telegraph’, mostram, por exemplo, um balcão no interior do navio de cruzeiro.

Na segunda-feira o primeiro-ministro italiano Matteo Renzi anunciara que o navio será desmantelado em Génova e não no porto de Piombino. “O navio será desmantelado em Itália no prazo previsto”, disse Renzi, citado pela AFP, à saída do Conselho de Ministros desse dia. A operação deverá começar em meados de julho, refere a mesma agência, após a autorização do Observatório de Vigilância. A última viagem do Costa Concordia deverá demorar cerca de quatro dias. Patrícia Viegas, com AFPhttp://www.dn.pt/inicio/globo/interior.aspx?content_id=4008727&seccao=Europa

Posted in Embarcações, NÁUTICA | Leave a Comment »

Nau “Santa Maria” de Colombo terá sido encontrada nas Caraíbas

Posted by REPÚBLICA BANANA PEOPLE em maio 13, 2014

Investigadores norte-americanos acreditam ter encontrado a nau “Santa Maria” de Cristóvão Colombo nas profundidades do mar das Caraíbas, próximo do Haiti, o que, a ser confirmado, será uma das descobertas submarinas mais importantes.

foto DR
Nau "Santa Maria" de Colombo terá sido encontrada nas Caraíbas
Réplica da “Santa Maria” no Funchal

De acordo com o jornal britânico “The Independent”, uma equipa liderada pelo arqueólogo Barry Clifford acredita que os restos da nau estão no fundo do mar a norte do Haiti, depois de ter analisado fotografias capturadas durante uma investigação feita há mais de dez anos, juntamente com outras de uma recente missão de reconhecimento.

“As provas geográficas, de topografia submarina e arqueológica, sugerem que este naufrágio corresponde à famosa embarcação de Colombo, a Santa Maria”, afirmou Clifford, cuja equipa realizou, este mês, uma missão de reconhecimento.

“O Governo do Haiti foi extremamente colaborador e agora precisamos de continuar a trabalhar em conjunto para fazer uma escavação arqueológica pormenorizada”, referiu. O “The Independent” acrescenta que, até ao momento, a equipa de Clifford, realizou no local várias medições e fotografias.

O arqueólogo acredita que, dependendo do estado da madeira, será possível retirar do fundo do mar os restos da nau para que sejam expostos num museu do Haiti. Clifford é um dos exploradores submarinos mais experimentados do mundo, tendo realizado estudos de numerosos restos históricos em distintas partes do mundo. A “Santa Maria” de Cristóvão Colombo encalhou num banco de areia junto ao Haiti na noite de 25 de dezembro de 1492. Por não ter sido possível resgatá-la, a embarcação acabou por ser abandonada. http://www.jn.pt/PaginaInicial/Sociedade/Interior.aspx?content_id=3860678&page=-1

 

Posted in Embarcações, Meio & Ambiente, MUNDO, NÁUTICA, Vela | Leave a Comment »

Naufrágio na Coreia do Sul deixa mortos e mais de 300 desaparecidos

Posted by REPÚBLICA BANANA PEOPLE em abril 16, 2014

Causa mais provável do acidente pode ter sido a colisão do barco com um recife submarino

EFE

Coreia do Sul – O governo da Coreia do Sul informou que o resultado provisório do naufrágio de um navio de passageiros nesta quarta-feira no sudoeste do país é de dois mortos e 293 desaparecidos, depois que 164 pessoas foram resgatadas. A embarcação Sewol afundou a cerca de 20 quilômetros da ilha de Byeongpyung com 459 passageiros a bordo, dos quais 325 eram estudantes de bacharelado. Quando o navio emitiu um pedido de socorro às 9h locais (21h de Brasília da terça-feira), as equipes de resgate mobilizaram embarcações e helicópteros para a evacuação dos passageiros, mas o naufrágio aconteceu mais rápido do que o esperado. A causa mais provável do acidente, segundo testemunhos, pode ter sido a colisão do barco com um recife submarino.


Embarcação Sewol naufragou com 459 passageiros a bordo na Coreia do Sul – Foto:  Reuters

 

 

Cinco horas depois de a embarcação ter começado a afundar, as autoridades estimaram em 368 o número de resgatados, mas posteriormente reconheceram que houve um erro de cálculo e que, às 15h30 locais (3h30 de Brasília), ainda restavam 290 passageiros cujo paradeiro é desconhecido, segundo a agência local Yonhap . Teme-se que muitos tenham ficado presos dentro do navio, o que, no pior dos casos, poderia causar a maior tragédia humana em anos no país asiático e o mais grave acidente naval desde que 300 pessoas morreram em um naufrágio no litoral oeste do país em 1993. No entanto, também foi ventilada a possibilidade que alguns dos desaparecidos tenham sido resgatados por barcos pesqueiros particulares que passavam pelo local e ainda não foram contabilizados.


Passageiros sendo resgatados após naufrágio na Coreia do Sul – Foto:  Reuters

 

 

A Guarda Costeira sul-coreana confirmou a morte de duas pessoas, uma mulher de 27 anos e integrante da tripulação e um homem não identificado que chegou a ser levado para um hospital, mas não resistiu. As equipes de emergência enviaram mergulhadores ao local para buscar por desaparecidos nas águas. Pelo menos 22 embarcações de resgate e 11 helicópteros trabalharam sem descanso no local nas últimas horas. As imagens de emissoras sul-coreanas mostram a embarcação tombada e quase totalmente submersa, além de cenas gravadas anteriormente do resgate de passageiros pelos serviços de emergência enquanto o navio afundava pouco a pouco. Os feridos foram transferidos para o hospital da cidade litorânea de Mokpo, próxima do local do acidente. A embarcação Sewol, construído em 1994 e com uma capacidade máxima de 921 pessoas, partiu às 21h locais de terça-feira (9h de Brasília) do porto de Incheon com destino à ilha de Jeju, uma rota que realiza duas vezes por semana. http://odia.ig.com.br/noticia/mundoeciencia/2014-04-16/naufragio-na-coreia-do-sul-deixa-dois-mortos-e-293-desaparecidos.html

Dois mortos e quase 300 desaparecidos em um naufrágio na Coreia do Sul

A balsa que se dirigia a uma ilha turística levava 459 pessoas a bordo, a maioria estudantes do ensino médio. Acredita-se que ela tenha se chocado contra um recife subaquático

  • FOTOGALERIA O naufrágio na Coreia do Sul (em espanhol)

    Reuters-live!

    Uma balsa com 459 pessoas a bordo, a maioria delas estudantes do colegial, naufragou nesta quarta-feira na costa meridional da Coreia do Sul. Duas pessoas morreram e quase 300 continuam desaparecidas, segundo os dados da Guarda Costeira, que desmentiu as informações iniciais de que eram uma centena. Cerca de trinta barcos e vinte helicópteros participam em uma ampla operação de resgate, informa a BBC. Quase três horas depois que a água começou a entrar na embarcação, após uma aparente colisão, a balsa tombou e submergiu quase totalmente, enquanto estava rodeada de helicópteros e lanchas de resgate, segundo imagens da TV sul-coreana YTN.

    Gráfico aponto o local do naufrágio. / EL PAÍS

    A Guarda Costeira sul-coreana confirmou a existência de duas mortes. A primeira de uma mulher de 27 anos, que fazia parte da tripulação, e a segunda de um homem sem identificação, entre 20 e 30 anos, que morreu após o resgate, já no hospital. Após da errônea informação inicial do Ministério de Segurança de que 368 pessoas teriam sido resgatadas com vida, atribuída a um erro de cálculo, a Guarda Costeira reduziu a cifra para 164. Assim, 300 continuam desaparecidas e o acidente vai adquirindo ares de tragédia conforme o passar das horas.

    Um total de 325 passageiros do barco, que afundou a cerca de 20 quilômetros da ilha de Byeongpyung, são estudantes de ensino médio que realizavam uma viagem escolar à ilha de Jeju, um dos principais destinos turísticos do país, ao sudoeste da península. Eles estavam acompanhados por 14 professores. A bordo, estavam também 29 membros da tripulação.

    O navio Sewol, com capacidade para 900 pessoas, fazia o trajeto entre Incheon (ao oeste de Seul) e a ilha de Jeju. Ele emitiu um sinal de socorro às nove da manhã (hora local; 21h no Brasil). Aproximadamente uma hora e meia depois, as autoridades ofereceram uma mensagem tranquilizadora ao anunciar que todos os passageiros poderiam ser resgatados em poucas horas, embora o naufrágio do barco tenha ocorrido, ao que parece, mais rápido do que o esperado. Vários passageiros relatam que escutaram um forte golpe, após o qual a embarcação começou a se sacudir e inclinar. http://brasil.elpais.com/brasil/2014/04/16/internacional/1397625671_828578.html

Posted in Embarcações, NÁUTICA | Leave a Comment »

Titanic 102 anos: Empresa faz expedição turística até os destroços do navio por R$ 130 mil

Posted by REPÚBLICA BANANA PEOPLE em abril 14, 2014

Desde o megasucesso de James Cameron, em 1997, o Titanic voltou a ganhar destaque mundial. Atualmente, apenas uma empresa faz expedição turística até os destroços do navio. A viagem saí do Canadá e dura 12 dias

A embarcação pode submergir até 6 mil metros e tem capacidade de levar 20 turistas por viagem. A expedição até os destroços do Titanic começa em St. John’s e dura cerca de 12 dias

A embarcação pode submergir até 6 mil metros e tem capacidade de levar 20 turistas por viagem. A expedição até os destroços do Titanic começa em St. John’s e dura cerca de 12 dias – Foto: Divulgação/ Luxury and More Travel

Há 102 anos, na madrugada do dia 14 para 15 de abril, o Titanic se chocava a um iceberg no Atlântico Norte. Entre a batida e o fim do naufrágio foram pouco mais de 2h40 e cerca de 1500 mortos. Por muitas décadas, a comovente história do Titanic foi esquecida e tratada como passado até que em 1985 foram localizados os destroços do navio. Submerso a 3,8 mil metros de profundidade, o transatlântico foi localizado por uma expedição liderada por Robert Ballard. Desde então, várias de expedições partiram rumo a escuridão do fundo do atlântico.

O Titanic levou consigo o que havia de mais moderno e luxuoso em relação a embarcações naquele fatídico ano de 1912. Porém, após mais de um século do naufrágio são os turistas que vão ver de perto a história do navio. Desde sua descoberta, apenas uma companhia atuou na área com fins turísticos. Uma empresa inglesa mantém viagens constantes para visitação dos destroços do navio. Sediada na Inglaterra, mas operando a partir de St. John’s, na Terra Nova (Canadá), ela oferece pacotes por “apenas” US$ 59 mil (R$ 130 mil) para os interessados em mergulhar num mini-submarino até os destroços. No valor está incluso refeições e as hospedagens, porém o translado não faz parte do preço. Já quem preferir ir e não mergulhar no submarino, o preço cai para “irrisórios” US$ 10 mil (R$ 22 mil).

Uma empresa inglesa mantém viagens constantes para visitação dos destroços do TitanicUma empresa inglesa mantém viagens constantes para visitação dos destroços do Titanic – Foto: Divulgação/ Luxury and More Travel

A embarcação pode submergir até 6 mil metros e tem capacidade de levar 20 turistas por viagem. A expedição até os destroços do Titanic começa em St. John’s e dura cerca de 12 dias, dependendo das condições climáticas. Os visitantes ficam hospedados num navio de pesquisas em quarto duplo. Além de conhecerem os restos do transatlântico, os sortudos ainda terão palestras e um bate-papo com exploradores e cientistas sobre o navio. Os visitantes ainda “ganham” uma réplica do conjunto de louças que foram utilizados na 1ª Classe do Titanic.

Halifax

Quem não puder gastar R$ 130 mil numa viagem de 12 dias, mas quer conhecer de perto a história do Titanic deve visitar Halifax (Canadá). Localizada na Nova Escócia, a cidade foi a base de saída dos navios de resgate que partiram para socorrer as vítimas do naufrágio. Por isso, lá estão enterrados no cemitério de ‘Fairview’ mais de 100 passageiros do transatlântico e possivelmente entre eles, a vítima em que foi baseado o personagem de Di Caprio, J. Dawson. A cidade ainda possui um dos melhores museus quando o assunto é Titanic. Dennys Marcel http://ecoviagem.uol.com.br/noticias/turismo/turismo-internacional/titanic-102-anos-empresa-faz-expedicao-turistica-ate-os-destrocos-do-navio-por-r-130-mil-17807.asp

Serviço
Luxury and More Travel
Preço: US$ 59 mil (R$ 130 mil)
Duração: 12 dias
Local: St. John’s (Canadá)
http://www.luxuryandmoretravel.com/

Posted in Embarcações, MAGAZINE, NÁUTICA, Turismo | Leave a Comment »

 
%d blogueiros gostam disto: