REPÚBLICA BANANA PEOPLE

Publique sua OPINIÃO Sem CENSURA! DENÚNCIE! Seja Um Colaborador!

Archive for the ‘MISTÉRIOS DA FÉ’ Category

FÁTIMA – O Milagre do Sol

Posted by REPÚBLICA BANANA PEOPLE em agosto 20, 2012

Lúcia (no meio, aos dez anos de idade) e seus dois primos: Francisco (nove anos) e Jacinta Marto (sete anos) segurando seus rosários (fotografia tirada na altura das aparições).

No dia 13 de Maio de 1917, três crianças, Lúcia de Jesus dos Santos (10 anos), Francisco Marto (9 anos) e Jacinta Marto (7 anos), afirmaram ter visto “…uma senhora mais branca que o Sol” sobre uma azinheira de um metro ou pouco mais de altura, quando apascentavam um pequeno rebanho na Cova da Iria, lugar de Aljustrel, pertencente ao concelho de Ourém, Portugal. Lúcia via, ouvia e falava com a aparição, Jacinta via e ouvia e Francisco apenas via, mas não a ouvia. As aparições repetiram-se nos cinco meses seguintes e seriam portadoras de uma mensagem ao mundo. A 13 de Outubro de 1917 a aparição disse-lhes ser a Nossa Senhora do Rosário.[1]

Os relatos destes acontecimentos foram redigidos pela Irmã Lúcia a partir de 1935, em quatro manuscritos, habitualmente designados por Memórias I, II, III e IV[2] e transcritos com outras fontes para este artigo.

Aparições do Anjo

Antes das aparições de Nossa Senhora na Cova da Iria em 1917, Lúcia, Francisco e Jacinta tiveram no ano anterior três visões do Anjo, Anjo da Paz ou Anjo de Portugal. Estas visões permaneceram inéditas até 1937, até Lúcia as divulgar, pela primeira vez, no designado texto Memória II. A narração é mais completa e o texto definitivo das orações do anjo é publicado na Memória IV, escrito em 1941. As aparições do Anjo em 1916, foram precedidas por três outras visões, de Abril a Outubro de 1915, nas quais Lúcia e outras três pastorinhas, Maria Rosa Matias, Teresa Matias e Maria Justino viram, também no outeiro do Cabeço, e noutros locais, suspensa no ar sobre o arvoredo do vale “uma como que nuvem mais branca que a neve, algo transparente, com forma humana. Era uma figura, como se fosse uma estátua de neve, que os raios do sol tornavam algo transparente”. A descrição é da própria irmã Lúcia.[3] Leia o resto deste post »

Posted in MISTÉRIOS DA FÉ, RECOMENDADO, SAIBA MAIS, Videos | Leave a Comment »

Sudário de Turim

Posted by REPÚBLICA BANANA PEOPLE em julho 27, 2012

O Sudário de Turim: foto da face, à esquerda o positivo, à direita o negativo. Nota: O negativo teve o contraste realçado.

O Sudário de Turim, ou o Santo Sudário é uma peça de linho que mostra a imagem de um homem que aparentemente sofreu traumatismos físicos de maneira consistente com a crucificação.

O Sudário está guardado na Catedral de Turim, na Itália, desde o século XIV.Pertenceu desde 1357 à casa de Saboia que em 1983 o doou ao Vaticano. A peça é raramente exibida em público, a última exposição foi no ano 2010 quando atraiu mais de 50 mil fiéis.

Vários cristãos acreditam que seja o tecido que cobriu o corpo de Jesus Cristo após sua morte.A imagem no manto é em realidade muito mais nítida na impressão branca e negra do negativo fotográfico que em sua coloração natural.A imagem do negativo fotográfico do manto foi vista pela primeira vez na noite de 28 de maio de1898 através da chapa inversa feita pelo fotógrafo amador Secondo Pia que recebeu a permissão para fotografá-lo durante a sua exibição na Catedral de Turim. Leia o resto deste post »

Posted in Literatura, MISTÉRIOS DA FÉ, RECOMENDADO, Religião, SAIBA MAIS, Videos | Leave a Comment »

Saiba mais sobre Joana d’Arc. Sinta um pouco de abarçar e acreditar na Fé!

Posted by REPÚBLICA BANANA PEOPLE em julho 21, 2012

Joan of arc miniature graded.jpgSanta Joana d’Arc

Virgem d’Orleans

Nascimento 6 de Janeiro de 1412 em Domrémy-la-Pucelle, Lorena    França

Morte30 de maio de 1431 (19 anos) em Ruão, Alta Normandia    França

Veneração por Igreja Católica

Beatificação 1909, Roma por: São Pio X

Canonização 16 de Maio de 1920, Roma por: Papa Bento XV

Festa litúrgica 30 de maio

Padroeira França

Portal dos Santos

Joana d’Arc (em francês Jeanne d’Arc) (Domrémy-la-Pucelle, 6 de janeiro de 1412Ruão, 30 de maio de 1431), por vezes chamada de donzela de Orléans, era filha de Jacques d’Arc e Isabelle Romée e é a santa padroeira da França e foi uma heroína da Guerra dos Cem Anos, durante a qual tomou partido pelos Armagnacs, na longa luta contra os borguinhões e seus aliados ingleses.

Descendente de camponeses, gente modesta e analfabeta, foi uma mártir francesa canonizada em 1920, quase cinco séculos depois de ter sido queimada viva.

Segundo a escritora Irène Kuhn, Joana d’Arc foi esquecida pela história até o século XIX, conhecido como o século do nacionalismo, o que pode confirmar as teorias de Ernest Gellner. Irène Kuhn escreveu: Foi apenas no século XIX que a França redescobriu esta personagem trágica.

François Villon, nascido em 1431, no ano de sua morte, evoca sua lembrança na bela Ballade des dames du temps jadis ou seja, Balada das damas do tempo passadoLeia o resto deste post »

Posted in Literatura, MISTÉRIOS DA FÉ, RECOMENDADO, Religião, SAIBA MAIS | Leave a Comment »

 
%d blogueiros gostam disto: