REPÚBLICA BANANA PEOPLE

Publique sua OPINIÃO Sem CENSURA! DENÚNCIE! Seja Um Colaborador!

Archive for the ‘Aero Clubes’ Category

Justiça determina liberação do aeroporto de Maricá, RJ, para aulas

Posted by REPÚBLICA BANANA PEOPLE em dezembro 8, 2013

Determinação começou a valer na sexta-feira (6). Prefeitura vai recorrer da decisão.

 

A Justiça determinou que a prefeitura de Maricá, no litoral do Rio, libere o aeroporto da cidade para as atividades das escolas de pilotagem. A prefeitura tinha interditado o local para voos das aeronaves de escolas, alegando que as instituições não tinham alvará. Com a decisão da Justiça, os centros de formação podem voltar a funcionar normalmente. A determinação começou a ser cumprida na noite de sexta-feira (6). A prefeitura informou que vai recorrer. http://g1.globo.com/rj/regiao-dos-lagos/noticia/2013/12/justica-determina-liberacao-do-aeroporto-de-marica-rj-para-aulas.html

Posted in Aero Clubes, AVIAÇÃO, MUNDO, Politica, Profissões, Sociedade | Leave a Comment »

O VOO DA LOUCURA! Afinal Quem Paga o Pato?

Posted by REPÚBLICA BANANA PEOPLE em novembro 1, 2013

Quem Paga o PatoQuando o Aeródromo de Maricá foi fechado por imposição arbitrária do prefeito daquela cidade Washington Siqueira, também conhecido pela alcunha de Quaquá, não ficando especificado se o apelido dado tem ligação com a baixa estatura, o modo de andar ou mesmo de falar, mas o fato é que todos o conhecem desta forma, nossa coluna já evidenciava no dia 17 de Setembro de 2013 sob o título: PREFEITURA DE MARICÁ SERÁ PROCESSADA POR LUCROS CESSANTES! Que muito provavelmente esta estória teria um final triste, não só pela arbitrariedade de atitudes muito comuns aos reacionários PeTistas que se investem de um poder que não possuem e intimidam com falsas alegações legais todos os que os contestam, assim como pelos desvairos de mentes evidentemente doentes.

Numa parte específica de nossa avaliação e já prevendo o pior dos cenários citamos:ainda que o aeródromo seja privado,  a prefeitura só pode impedir o acesso terrestre ao local, podendo caracterizar Abuso de Poder Público (direito de ir e vir) isso porque o espaço aéreo onde as aeronaves operam está sob a jurisdição do Ministério da Aeronáutica/DECEA não ficando sujeito aos caprichos da municipalidade, além deste ainda ser alternativa de pouso em caso de emergência declarada. Era fato concreto que uma calamidade estaria por acontecer devido ao modo como toda a operação de interdição foi concebida e ainda por cima negligenciada.

Em 13 de Maio de 2013 a moradora Ana Paula de Carvalho já havia ingressado no Ministério Público de Niterói uma denúncia Nº 2013.00261368, dentro das muitas que já fez em relação à atual administração pública do município, quanto aos abusos que a prefeitura vinha cometendo no Aeródromo de Maricá e da coação ás escolas de pilotagem que ali funcionam. O qual o MP já vem apurando os reais motivos que levam uma prefeitura a lesar um sistema econômico de real interesse municipal, se entendermos que aquele polo de aviação muito provavelmente fatura mais do que quase todo o pequeno comercio de Maricá.

Não obstante, e em contato com o Aviador Duarte Nuno Silva, Bacharel em Ciências Aeronáuticas pela Universidade Estácio de Sá do Rio de Janeiro e também residente em Maricá, nos informou que o CBA – Código Brasileiro de Aeronáutica é bem claro quanto aos limites de responsabilidade da Aeronáutica e dos municípios independente dos aeródromos serem Civis e Privados. – Todas as pistas e pátios de manobra de aeronaves estão diretamente sob a jurisdição da hoje Secretaria de Aviação Civil da qual a ANAC hoje é subordinada! Não havendo, portanto legitimidade alguma da abordagem por qualquer outra entidade pública que não a de competência para fiscalizar os pousos e decolagens assim como as condições de aeronavegabilidade e comprovando-se esta arbitrariedade com provas documentais sejam por fotografias, vídeos ou depoimentos torna-se passível de ação judicial criminal.

Ainda no seguimento desta consultoria, afirma que: – A Incursão não autorizada em pista é crime considerado grave por se tratar de Intervenção Ilícita também prevista no CBA. – Nenhum veiculo inclusive aeronaves não autorizadas podem entrar nas dependências da pista de pouso/decolagem, ainda menos quando não são veículos pertencentes ás dependências do Aeródromo com a devida sinalização e acima de tudo Homologadas para o fim a que se destinam. – O vídeo publicado pelo telejornal Bom Dia Brasil é bastante claro e tratam-se de provas suficientes para incriminar não só o próprio prefeito assim como todos aqueles que de forma evidentemente arbitrária contribuíram para o estado de calamidade em que se encontra o aeródromo e a morte dos dois ocupantes da aeronave última que caiu na lagoa por falta de condições de pouso. Finalizou.

Junte-se a isso a falta de competência do legislativo que no afã de aprovar todas as vantagens econômicas que usufruirão acatando as loucuras do prefeito, estes são sem dúvida os maiores responsáveis porquanto não estarem fiscalizando estas atitudes, além de desconhecerem totalmente a matéria em questão e publicando notas de apoio à atitude de fechar e reenquadrar aquele empreendimento como estacionamento de ônibus ao que parece! Não existem santos nesta história e as culpas devem ser apuradas e atribuídas a quem de direito, o MP tem a obrigação de criminalizar estas figuras e acima de tudo faze-los pagar por isso na conformidade da lei! Sim, porque neste país tudo tem a finalidade de acabar em pizza e os responsáveis soltos e rindo com seus bolsos cheios de dinheiro de sangue.

O que vemos e especialmente em Maricá não são só os devaneios e loucuras da classe política eleita e não eleita, mas sim a omissão de não conduzirem os processos de modernização da cidade dentro da lei, sempre tem que ser pelo “jeitinho”, “o povo não tem que saber…”, “Somos nós que mandamos, nós que sabemos!”, mas nunca seguindo os tramites legais, por exemplo, as audiências públicas sejam para o que for são pura ficção com componentes de cartas marcadas. Outro exemplo são os ônibus recém-adquiridos pela prefeitura, são necessários? Muito provavelmente, mas não entendemos comprar os veículos, para fazer posteriormente uma “audiência publica” que ainda está por acontecer para saber se haverá viabilidade do empreendimento!

O fato é que o dinheiro já foi gasto ou comprometido e não se teve noticia de um projeto de viabilidade e preço de custo da frota, planilhas de custo de médio e longo prazo de manutenção dessa mesma frota que agora se encontra estacionada dentro do aeródromo e que acabara por apodrecer enquanto não sai uma possível concessão desse serviço caso este não venha a infringir as já concessionárias existentes e uma briga judicial secular nesse sentido. Assim como não sabemos a quem coube a comissão pela aquisição dos ônibus municipais, já que é fato que alguém se beneficiou dessa negociata.

Maricá não sairá do limbo em que se encontra se não levar a política a sério e mudar o comportamento social dos moradores. Enquanto estiverem imbuídos do clientelismo, tanto os políticos quanto a população estão fadados a serem uma sociedade medíocre por mais potencial econômico que venham a possuir. Transformar potencial em poder requer competência e estratégia e acima de tudo a imputação de punibilidade aos transgressores da lei, sejam estas transgressões leves ou pesadas. Como diz o velho ditado À mulher de César não basta ser honesta, tem de parecer honesta”. Editorial RBP

Posted in Aero Clubes, AVIAÇÃO, MUNDO, Politica, Sociedade | Leave a Comment »

Nota de Esclarecimento – Operação Aeródromo de Maricá.

Posted by REPÚBLICA BANANA PEOPLE em setembro 18, 2013

QNE - Escola para AviadoresComunicamos que nossas atividades de voo no Aeródromo de Maricá – SDMC estão TEMPORARIAMENTE suspensas em função do arbitrário e absurdo decreto Municipal expedido pelo Prefeito da Cidade, onde as operações nas instalações e pista foram interrompidas. Imediatamente as empresas que operam REGULARMENTE em SDMC, novamente acionaram o PODER JUDICÁRIO com objetivo de garantir o Estado democrático de direito e a qualquer momento teremos um posicionamento novo para podermos retomar nossas atividades. Não temos uma data definida, porém garantimos que todas as ações necessárias e legais foram ajuizadas e que não estamos medindo esforços para reverter a situação absurda instaurada no principal pólo de formação de pilotos comerciais do Estado do Rio de Janeiro, um dos 5 maiores na América Latina.

Estamos todos consternados com a perda do grande amigo João Soares, profissional exemplar e amigo querido por todos no aeroporto. O acidente do dia 11 de setembro com aeronave da entidade co-irmã, Aeroclube de Maricá, foi uma fatalidade terrível e em nada envolve a segurança das Operações no Aeródromo. Maricá é reconhecida nacionalmente pela qualidade e segurança nas operações de instrução e formação de pilotos para o Brasil. Apesar de nova, a QNE Escola de Aviação já formou centenas de pilotos e em 4 anos voamos mais de 30.000 hs de voo sem nenhum ACIDENTE AERONÁUTICO.

Infelizmente o Mandatário da Cidade não possui conhecimento específico da atividade, o que ficou evidente com a publicação do decreto. Alegando falta de segurança, o acesso às Instalações e Operações na Pista foram simplesmente bloqueados pela Guarda Municipal. Com isso ficamos IMPEDIDOS de atender telefones, de prestar atendimento e esclarecimentos e por fim, impedidos TEMPORARIAMENTE de operar nossas aeronaves, gerando prejuízos para alunos e para a própria Escola.

Diante da situação, informamos que o atendimento pelos telefones (21) 3731-4656 e (21) 2637-1602 está instável e manteremos plantão prioritário pelas seguintes linhas:

  • * (21) 7440-5490 – CLARO
  • * (21) 8555-3876 – OI
  • * (21) 8364-7638 – TIM
  • * (21) 6702-6278 – VIVO

Ratificamos nosso posicionamento de acreditar nas instituições, no trabalho e na Justiça e acreditamos que nesta próxima semana teremos uma solução judicial. Paralelo a isso estamos organizando uma operação TEMPORÁRIA no Aeroporto de Guarapari para os alunos interessados. Não iremos paralisar nossas Operações e na medida do possível vamos mitigar todos os problemas atuais. Ressaltamos que os cursos teóricos serão regularizados esta semana, sem prejuízo na formação. Assim que tivermos posicionamento novo manteremos toda a comunidade informada. Atenciosamente, Irwin Magalhães/Luiz Sergio Magalhães – Diretores QNE Escola de Aviadores http://www.voeqne.com.br/site/index.aspx

NOTA RBP: No momento em que fica cerceado o direito de ir e vir colocando em risco a Responsabilidade Objetiva das empresas que ali exercem suas atividades conforme previsto no Código Brasileiro de Aeronáutica – CBA, ficam comprometidas as normas de segurança aérea do local. Além das aeronaves estacionadas existem depósitos de combustíveis que requerem revisões de segurança e acompanhamento regulares do estado de volatilidade. As aeronaves de terceiros em manutenção sofrerão atrasos na reparação e entrega aos legítimos donos, desta forma acarretando prejuízos a ambas as partes. É fundamental que que o sindicato e as próprias empresas ajuízem um processo civil de reparação por danos morais, lucros cessantes e outros, assim como um processo criminal pelo abuso de poder de impedirem o acesso ao aeródromo e ás empresas que ali funcionam. Outro processo deve ser impetrado na Secretaria de Aviação Civil no sentido de rever a concessão do aeródromo ao município de Maricá uma vez que o impedimento de acesso ao local, sem a conclusão de investigação das causas do acidente pelo CENIPA coloca em risco as operações aéreas naquela localidade.

Posted in Aero Clubes, AVIAÇÃO | Leave a Comment »

Acidente de avioneta filmado a partir do cockpit

Posted by REPÚBLICA BANANA PEOPLE em agosto 10, 2012

Ao longo de quase sete minutos de gravação é possível ver o avião a descolar, a cair sobre as árvores e os momentos seguintes

O ponto de vista não é de todo habitual: quatro sobreviventes de um acidente recente de avioneta, nas montanhas de Idaho (Estados Unidos) decidiram partilhar nas redes sociais a filmagem que fizeram, a partir do cockpit, do despenhamento do aparelho.

Ao longo de quase sete minutos de gravação é possível ver o avião a descolar, a cair sobre as árvores e os momentos seguintes, com a tripulação em pânico a analisar os feridos e os efeitos do acidente.

Tudo se passou no dia 30 de Junho e, apesar da queda aparatosa, todos ficaram feridos e só um deles com mais gravidade – o piloto, de 70 anos, que sofreu ferimentos no rosto e partiu costelas. Os três restantes apenas sofreram cortes e alguns hematomas.

“Não era nada que estivéssemos a tentar filmar. Estava um dia bonito e estávamo-nos a divertir enquanto gravávamos o que se estava a fazer”, disse Nathan Williams, o autor das imagens, citado pelo jornal ‘Daily Mail’. “Aconteceu tudo tão rápido! Lembro-me de atingirmos as árvores, o que soou a um tiroteio”, explicou Tol Gropp à ‘KBOI-TV’. R.P.V. – CM.pt

NOTA: As imagens que se seguem podem ferir a susceptibilidade de leitores mais sensíveis.

Posted in Aero Clubes, AVIAÇÃO, MAGAZINE, Monomotor, Videos | Leave a Comment »

 
%d blogueiros gostam disto: