REPÚBLICA BANANA PEOPLE

Publique sua OPINIÃO Sem CENSURA! DENÚNCIE! Seja Um Colaborador!

Alemanha vai republicar o “Mein Kampf”

Posted by REPÚBLICA BANANA PEOPLE em agosto 28, 2014

Setenta anos após a morte de Hitler, os direitos de autor expiram. Um instituto de Munique vai fazer uma edição comentada.Uma das duas cópias originais de "Mein Kampf", com dedicatória do próprio Afolf Hitler, que foram vendidas em fevereiro deste ano num leilão em Los Angeles

Uma das duas cópias originais de “Mein Kampf”, com dedicatória do próprio Afolf Hitler, que foram vendidas em fevereiro deste ano num leilão em Los Angeles / FREDERIC J. BROWN/AFP/Getty ImagesOs direitos de autor de “Mein Kampf”, livro em que Hitler se apresentou ao povo alemão, extinguem-se no final do próximo ano. Qualquer pessoa ou entidade poderá lançar uma nova edição e a Alemanha discute se deve fazer algo para evitar que os cidadãos possam adquirir nas livrarias uma obra associada a uma ideologia quase universalmente odiada.

O “Mein Kampf” – em português, A Minha Luta – foi escrito em 1924 pelo futuro Fuhrer. Após um golpe falhado em Munique, ele encontrava-se preso (cumpriria uma fração dos quatro anos a que foi condenado). Aproveitou o tempo para ditar um texto no qual, além de contar a história da sua vida, propunha ideias e um programa político. O antissemitismo era explícito e já havia alguns indícios do genocídio que viria a ficar rotulado na História mundial sob a designação de Holocausto.

Em 1945, pouco antes de a II Guerra Mundial terminar, Hitler cometeu suicídio no seu bunker em Berlim. Quando a sua editora, a Eher-Verlag, foi oficialmente liquidada, os direitos do “Mein Kampf” passaram para o estado da Baviera. Isso tornou dispensável fazer uma lei específica a proibir a publicação do livro na Alemanha, uma vez que a Baviera decidiu jamais a autorizar. Quanto à venda de edições anteriores a 1945, continuou a fazer-se nos alfarrabistas. Além disso, o livro foi sendo publicado em muitos países pelo mundo fora, incluindo Portugal, sem que ocasionais tentativas de recorrer aos tribunais produzissem um efeito dissuasor, exceto num ou noutro caso.

O direito de autor sobre obras literárias termina no fim do ano em que se cumpram sete décadas sobre a morte do autor. Para o “Mein Kampf” será, portanto, a 31 de dezembro de 2015. Com a data a aproximar-se, foi decidido fazer alguma coisa. Não sendo possível evitar a publicação, optou-se por fazer uma edição anotada que explique aos leitores a origem e o significado das ideias de Hitler. A tarefa ficou a cabo de uma respeitada instituição, o Instituto de História Contemporânea de Munique, que recebeu 500 mil euros para esse fim.

A questão parecia encerrada, a equipa de académicos avançou. Mas no ano passado, após meses de trabalho, o ministro-presidente da Baviera, Horst Seehofer, um político social-cristão conhecido pelos seus imprevistos, decidiu retirar o financiamento. Tinha visitado Israel na companhia de uma sobrevivente do Holocausto que dirige uma organização judaica e fora convencido a cancelar o projeto.

Os académicos ficaram indignados e outros comentadores apoiaram-nos. Seguiu-se uma polémica pública, com vários intelectuais a fazerem notar que se tratava de uma ofensa às liberdades de informação e de expressão – liberdades que os nazis rejeitavam – e de qualquer forma o livro de Hitler é facilmente acessível na internet há bastante tempo. Mais valia que os eventuais leitores impressionáveis, quando o procurassem por lá, o encontrassem acompanhado de explicações contextualizadas.

Foi essa a posição que venceu. O ministro-presidente acabou por desistir do seu boicote. Para aplacar quem se opõe à publicação, anunciou que os 500 mil euros serão desviados para outras atividades do o Instituto de História Contemporânea de Munique, o qual fica assim livre para ir buscar o dinheiro a fundos diferentes que já tinha. A edição comentada do “Mein Kampf” deverá mesmo estar disponível a 1 de janeiro de 2016. Luís M. Faria – Ler mais: http://expresso.sapo.pt/alemanha-vai-republicar-o-mein-kampf=f887297#ixzz3BhIOxOup

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: