REPÚBLICA BANANA PEOPLE

Publique sua OPINIÃO Sem CENSURA! DENÚNCIE! Seja Um Colaborador!

Archive for 22 de agosto de 2014

Caminhão da COMLURB a Serviço do Caixa 2 do PR

Posted by REPÚBLICA BANANA PEOPLE em agosto 22, 2014

 O MELHOR DE TUDO É O SLOGAN DO PR – A MARACUTAIA TEM QUE SER BOA PARA TODO MUNDO!

azod9xz244elqytk0wqr94ycp

 

Galpão em São Cristóvão armazenava propaganda irregular de Garotinho – Foto:  Divulgação / ASCOM TRE-RJ

 

 

Quantidade declarada era diferente da encontrada pelos fiscais – Foto:  Divulgação / ASCOM TRE-RJ

 

Posted in MUNDO, Politica | Leave a Comment »

A Chapa Vai Esquentar!

Posted by REPÚBLICA BANANA PEOPLE em agosto 22, 2014

Ex-diretor da Petrobras preso na Operação Lava-Jato decide fazer delação premiada

Doleiro Alberto Youssef deve anunciar segunda-feira se também vai aderir a acordo com a Justiça

SÃO PAULO — O ex-diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa, está oferecendo à Justiça Federal do Paraná fazer um depoimento em regime de delação premiada, quando falaria tudo o que sabe sobre contratos com a Petrobras. Nesta sexta-feira, Paulo Roberto Costa se reuniu com a advogada Beatriz Lessa da Fonseca Catta Preta na sede Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, onde está preso, e a acertou que vai encaminhar o pedido formalmente.

O doleiro Alberto Youssef, outro preso durante a operação Lava-Jato, também deve aderir à delação premiada nos próximos dias. A decisão deve ser anunciada na segunda-feira, segundo o advogado do doleiro, Antônio Figueiredo Basto.

— Não recomendo essa estratégia. Acho que ainda há teses processuais que podem ser esgotadas. Mas isso demoraria muito tempo, e ele esperaria preso — disse Basto ao GLOBO. — Desaconselho o acordo com a Justiça, mas compreendo completamente. Conversei muito com meu cliente hoje, e uma decisão deve sair na segunda-feira. É uma decisão pessoal .

A decisão tomada por Paulo Roberto da Costa descontentou seu atual advogado, Nélio Machado, que soube da delação nesta sexta-feira.

— Não concordo com a decisão da delação premiada e por isso pretendo deixar a causa. Afinal, ontem (quinta-feira) ainda impetrei habeas corpus pedindo a libertação do meu cliente e acredito que não cometeu nenhum crime e por isso não posso concordar com a delação premiada — disse Nélio Machado ao GLOBO.

A advogada Beatriz Catta Preta, que se reuniu com Costa nesta sexta, é especialista em delação premiada. O GLOBO não conseguiu falar com ela no escritório e nem em sua casa.

Publicidade

Veja Também

Com a delação premiada, Paulo Roberto Costa pode negociar redução de pena e até pedir que seus parentes, como filhas e genros, não sejam envolvidos nos processos que ele responde. O ex-diretor da Petrobras percebeu que pelo encaminhamento das ações contra ele, dificilmente deixará de ter pesadas condenações. Ele estaria disposto a falar tudo o que sabe, o que deve envolver outros dirigentes da Petrobras e também de políticos que teriam se beneficiado pelo esquema que ele montou.

Além de Paulo Roberto Costa, o doleiro Alberto Youssef também está indiciado no esquema que movimentou mais de R$ 10 bilhões.

PF FAZ OPERAÇÃO NESTA SEXTA-FEIRA

A Polícia Federal cumpriu nesta sexta-feira, no Rio, 12 mandados na sexta fase de diligências da Operação Lava-Jato, sendo 11 deles de busca e apreensão e um de condução coercitiva – quando a pessoa é obrigada a prestar depoimento – em empresas vinculadas ao ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa, e seus familiares. No início da tarde, três carros da operação chegaram à Superintendência da Polícia Federal com os malotes de documentos apreendidos nas empresas suspeitas de ligação com o ex-diretor da estatal.

(Infográfico: as ligações do doleiro Alberto Youssef)

As medidas foram requeridas ao juízo da 13ª Vara Federal de Curitiba pelos integrantes da Força Tarefa do Ministério Público Federal, em trabalho conjunto com a Polícia Federal. Um sócio do genro de Costa seria ouvido pelo suposto empréstimo de dinheiro a ele, o qual foi apreendido posteriormente com o executivo em casa.

Publicidade

ENTENDA A LAVA-JATO

A Polícia Federal indiciou 46 pessoas por lavagem de dinheiro e evasão de divisas, entre elas o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa e o doleiro Alberto Youssef. O ex-diretor da Petrobras e o doleiro atuaram juntos na área de consultoria a empresas que têm negócios com a Petrobras. Dono da empresa Costa Global, Paulo Roberto Costa havia se associado a Youssef para a compra da Ecoglobal, empresa que obteve um contrato de R$ 443,8 milhões com a estatal, segundo a investigação. Esse contrato foi apreendido na sede da Petrobras.

Pelas investigações da PF, Youssef e outros três doleiros movimentaram aproximadamente R$ 10 bilhões de forma atípica. Alguns indiciados foram apontados também por corrupção, formação de quadrilha e tráfico de drogas. Germano Oliveira e Tiago Dantas – Read more: http://oglobo.globo.com/brasil/ex-diretor-da-petrobras-preso-na-operacao-lava-jato-decide-fazer-delacao-premiada-13701418#ixzz3BAmxkBde

Posted in Econômia, MUNDO, Politica | Leave a Comment »

Relatório anual do ISP mostra que índices de violência contra mulher seguem elevados

Posted by REPÚBLICA BANANA PEOPLE em agosto 22, 2014

Dados do Dossiê Mulher 2014 revelam que, no ano passado, 356 foram assassinadas no estado, sendo 52 vítimas de ex-maridos

Rosana é abraçada por Glaucy na Deam de Caxias: ex-companheiro matou sua filha de 17 anos – Gustavo Miranda / Agência O Globo
RIO — Na última terça-feira, Rosana Silva Lopes Ribeiro ficou frente a frente com o assassino de sua filha Camila, de 17 anos, numa sala da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam) de Duque de Caxias. Ali, ela tentava entender por que seu ex-companheiro Jaime Pereira de Melo, a quem nunca denunciou pelas ameaças e agressões verbais que sofreu, resolveu atacar a adolescente a facadas. O crime aconteceu três dias antes. Rosana visitava a irmã quando a filha mais velha, Glaucy, de 19 anos, ligou para dizer que Jaime estava na casa da família e exigia sua presença. Rosana chegou a falar com o ex-companheiro por telefone e, minutos depois de começarem a discutir, ouviu um grito.

— A ligação caiu. Eu pensei que Jaime tinha agredido uma das meninas e saí correndo. Foi pior: ele tinha matado Camila. Fez isso para me machucar e disse que não se arrepende. Ela completaria 18 anos no domingo passado — contou Rosana.

A tragédia de Rosana faz parte de uma rotina de violência doméstica que resulta, diariamente, em centenas de registros de crimes como ameaça, agressão e estupro. Dados do Dossiê Mulher 2014, que será lançado, nesta sexta-feira, pelo Instituto de Segurança Pública, revelam que, em relação a 2012, houve, no ano passado, um aumento de 20,67% nos casos de assassinato. Foram mortas 356 mulheres no estado — 52 delas atacadas por ex-maridos.

Numa comparação de 2013 com 2012, os estupros caíram 2,44%. Mesmo assim, as estatísticas do crime são altas: foram 4.871 casos, o que dá uma média de 13 por dia, ou um a cada duas horas.

TODOS OS DIAS, CENTENAS DE CASOS

Levando em consideração uma série de crimes ocorridos no ano passado, com vítimas tanto na população masculina como feminina, o dossiê revela que as mulheres foram o principal alvo. No caso de estupro, elas representaram 82,8% das vítimas. Nos demais registros desse crime, os homens foram vítimas dos ataques (até 2009, para eles, esse crime era classificado como atentado violento ao pudor, mas depois também passou a ser considerado estupro). Ainda segundo o dossiê, entre as pessoas que sofreram ameaças em 2013, 65,9% eram mulheres.

No caso de lesão corporal dolosa, elas responderam por 63,6% dos registros. As mulheres também foram a maioria das vítimas nos casos de tentativa de estupro (90,3%), violação de domicílio (63,5%), supressão de documento (56,8%), calúnia, injúria ou difamação (72,3%) e constrangimento ilegal (59,6%). De acordo com o levantamento, grande parte dos ataques ocorreu no ambiente doméstico.

Nos oito anos transcorridos desde a aprovação da Lei Maria da Penha (11.340/2006), criada para levar agressores de mulheres à cadeia, a quantidade de registros no Estado do Rio deu um salto. O Dossiê Mulher 2014 revela que houve, em 2013, 56.377 casos de agressão, ou seja, 154 por dia, número dez vezes maior que o computado em 2005 (15).

VIOLÊNCIA ENRAIZADA NA CULTURA MASCULINA

Para especialistas em segurança pública, a curva ascendente dos últimos oito anos está relacionada à criação da rede de atendimento em unidades policiais, que encorajou mulheres a quebrarem o silêncio e denunciarem agressores. Mas os números mostram que ainda não foi possível reverter o quadro desse tipo de violência que, segundo eles, está enraizado na cultura masculina.

— O Estado do Rio começou a tratar a violência contra a mulher como grave questão de segurança pública antes mesmo da Lei Maria da Penha. Foram criadas Delegacias Especializadas de Atendimento à Mulher e abertos núcleos de apoio nas unidades distritais da Polícia Civil. Além disso, houve campanhas para incentivar denúncias e a pacificação de comunidades, iniciativas que aumentaram a confiança no poder público e fizeram crescer os registros, reduzindo a subnotificação — afirmou o presidente do ISP, Paulo Augusto Souza Teixeira.

A pesquisadora Andreia Soares Pinto também chama a atenção para o aspecto cultural na questão da violência contra a mulher.

— A ideia (com o dossiê) é tentar trazer o máximo de dados sobre o problema da violência doméstica, que não passa somente pela agressão física, mas também pela sexual, patrimonial, moral e psicológica. Muitas vezes, por uma questão cultural, a mulher não percebe que é vítima de um verdadeiro crime — disse Andreia.

EXAME DE CORPO DE DELITO É FUNDAMENTAL

Segundo o Dossiê Mulher 2014, dos 4.871 casos de estupro de mulheres ocorridos em 2013, 2.270 (46,6%) foram praticados por ex-companheiros, parentes ou conhecidos das vítimas. A delegada Cristiana Bento, da Deam de Duque de Caxias, explica que a ação policial depende de provas, como o exame de corpo de delito.

— Em casos de agressão ou estupro, o exame de corpo de delito é fundamental — alerta a delegada Cristiana Bento.

As vítimas também devem ser firmes, para que a punição dos agressores aconteça. Para a especialista em antropologia de gênero e da família da Universidade de Brasília, Lia Zanota Machado, as mulheres hoje estão mais conscientes:

— Infelizmente, muitos homens ainda têm uma cultura da época colonial: acreditam ter a posse de suas mulheres. O que realmente mudou foi a visão da mulher, que passou a acreditar nos seus direitos e a acionar a polícia ou a Justiça.

A polícia prendeu, nesta quinta-feira, um homem acusado de matar a ex-mulher, a empresária Adenilda Amaro da Silva, na segunda-feira. O filho caçula do casal, de apenas 7 anos, testemunhou o crime. A vítima havia feito cinco registros de ameaça e um de agressão contra o ex-marido, que estava impedido pela Justiça de se aproximar dela. Mas, por falta de um exame de corpo de delito, não foi possível mantê-lo preso. Elenilce Bottari – Read more: http://oglobo.globo.com/rio/relatorio-anual-do-isp-mostra-que-indices-de-violencia-contra-mulher-seguem-elevados-13690680#ixzz3B7bk2i28

Posted in MUNDO, Sociedade | Leave a Comment »

Eleições no Brasil São Isso Aí!

Posted by REPÚBLICA BANANA PEOPLE em agosto 22, 2014

Metade dos fichas-sujas do Rio consegue aprovar candidatura

Liminares e aprovação de contas em câmaras viabilizaram a disputa

O deputados estadual Domingos Brazão (PMDB) conseguiu escapar da lei da Ficha Limpa por liminar concedida pelo TSE – Divulgação
RIO — Metade dos 36 candidatos impugnados pelo Ministério Público Eleitoral (MPE), no Rio, conseguiram driblar a Lei da Ficha Limpa e tiveram a candidatura aceita pelo Tribunal Regional Eleitoral. Entre as principais causas que viabilizaram a disputa para esses candidatos está a concessão de liminares pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), recurso previsto na própria lei, e a interpretação da mesma Corte a respeito de contas irregulares. Para o TSE, elas precisam ser rejeitadas pelo Tribunal de Contas e pelo Legislativo. A posição é contrária à do juiz Marlon Reis, idealizador da Lei da Ficha Limpa. Para ele, as contas que ainda não passaram pela Câmara, mas têm parecer contrário do órgão técnico, podem ser enquadradas na Ficha Limpa.

— As decisões do TSE estão se chocando com a decisão do Supremo. A lei é muito dura e rigorosa, mas se fizer a interpretação com base em princípios jurídicos errados, começa a não funcionar. Mas tenho certeza que isso será reparado mais à frente — disse Reis.

Dos seis candidatos que conseguiram driblar a Ficha Limpa com liminar, cinco foram impugnados pelo MPE por condenações em ações envolvendo centro sociais: Domingos Brazão (PMDB), Zoinho (PR), Lucinha (PSDB), Graça Pereira (PRTB) e Waguinho (PMDB). Todos têm mandato na Alerj, exceto Zoinho que tem cadeira na Câmara dos Deputados. Três ex-prefeitos impugnados conseguiram passar pelo crivo da lei porque, apesar do parecer contrário do Tribunal de Contas, tiveram contas aprovadas pela Câmara: Carla Machado (PT) , de São João da Barra, José Luiz Anchite (PP), de Barra do Piraí, e Marquinho Mendes (PMDB), de Cabo Frio.

No Rio, a legislação conseguiu barrar o ex-prefeito e candidato ao senado, Cesar Maia (DEM) , além do deputado estadual Samuquinha (PR), a ex-prefeita de São Gonçalo, Maria Aparecida Panisset (PDT), entre outros, que ainda podem recorrer. Paula Ferreira – Read more: http://oglobo.globo.com/brasil/metade-dos-fichas-sujas-do-rio-consegue-aprovar-candidatura-13689523#ixzz3B7aouzf0

Posted in MUNDO, Politica | Leave a Comment »

 
%d blogueiros gostam disto: