REPÚBLICA BANANA PEOPLE

Publique sua OPINIÃO Sem CENSURA! DENÚNCIE! Seja Um Colaborador!

Cratera na Sibéria deixa cientistas perplexos

Posted by REPÚBLICA BANANA PEOPLE em julho 16, 2014

Foi detetada na sexta-feira uma enorme cratera na península de Yamal (que se traduz por “o fim do mundo”), no norte da Sibéria. Uma expedição urgente partiu já para investigar a misteriosa descoberta. As imagens aéreas, disponíveis no YouTube, mostram um buraco cujas medidas se estimam em 80 metros de largura cuja origem permanece desconhecida.

O buraco foi encontrado por uma equipa que trabalhava na zona para uma companhia de petróleo e os pilotos afirmaram que a cratera era grande o suficiente para alojar vários helicópteros Mi-8. As causas do acontecimento ainda não são conhecidas, apesar de uma especialista russa apontar o aquecimento global como possível explicação. Segundo o Siberian Times, os especialistas no local dizem que as bordas escurecidas sugerem que a terra foi “intensamente queimada”, havendo acordo quanto ao facto de os materiais à volta da cratera terem sido expelidos do seu interior.

Várias têm sido as hipóteses levantadas pelos curiosos, especialmente online, entre as quais a da queda de um OVNI ou de um meteorito – todas afastadas pelas autoridades. “Podemos avançar que definitivamente, não se tratou da queda de um meteorito. Ainda não podemos divulgar mais detalhes”, disse o porta-voz do Ministério da Emergência, citado pelo Siberian Times. Anna Kurchatova, do Centro de Investigação Científica do Sub-Ártico, explicou à publicação que o solo congelado terá acumulado, ao longo dos séculos, bolsas de uma mistura de gás, água e sal (a zona foi um oceano há 10 mil anos), que com o aquecimento global formaram pressão suficiente para provocar uma explosão semelhante “à da rolha de uma garrafa de champanhe”.

A expedição organizada para descobrir as causas da insólita descoberta é composta por elementos do Centro para o Estudo do Ártico (da Rússia) e do Instituto da Criosfera da Academia de Ciências.Os peritos, acompanhados por um especialista do Ministério da Emergência, têm por missão recolher amostras do solo, do ar e da água na região. A peninsúla de Yamal é a principal zona de produção do gás que a Rússia fornece à Europa, cujo maior campo de extracção é Bovanenkovo, a 30 km da zona da cratera. A quantidade de gás no local pode tornar acontecimentos como este potencialmente perigosos. Ricardo Simões Ferreirahttp://www.dn.pt/inicio/ciencia/interior.aspx?content_id=4030646&seccao=Biosfera&page=-1

 

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: