REPÚBLICA BANANA PEOPLE

Publique sua OPINIÃO Sem CENSURA! DENÚNCIE! Seja Um Colaborador!

Dezanove mortos e mais de 100 feridos em acidente no metro de Moscovo

Posted by REPÚBLICA BANANA PEOPLE em julho 15, 2014

(Em atualização) Pelo menos 19 pessoas morreram e mais de 100 ficaram feridas, esta terça-feira, num descarrilamento no metropolitano de Moscovo, durante a hora de maior movimento na capital russa.

 

“Neste momento, sete corpos foram entregues aos investigadores, quatro homens e três mulheres. Na primeira carruagem estão a retirar seis corpos e na segunda carruagem outros seis”, disse Alexander Gavrilov, vice-diretor da delegação de Moscovo do Ministério para as Situações de Emergência russo, citado pela agência noticiosa russa Ria-Novosti. Mais de 118 passageiros foram hospitalizados após o acidente, declarou o diretor do departamento de Saúde de Moscovo, Georgui Golukov. Perto de metade ficou gravemente ferido, acrescentou. “Um acontecimento trágico aconteceu no metro. Um acidente ocorreu, pessoas morreram”, reagiu o primeiro-ministro russo, Dmitri Medvedev, citado pelas agências noticiosas russas, antes de apresentar as condolências às famílias das vítimas.

O acidente registou-se na “linha azul” do metro de Moscovo pelas 08.30 horas (05.30 horas em Portugal continental), entre as estações de Park Pobedy, a linha mais profunda da rede moscovita aberta em 2003, e a de Slavianski Boulevard, inaugurada em 2008. De acordo com o Ministério para as Situações de Emergência russo, o acidente deveu-se a uma abrupta queda da tensão elétrica, que provocou um erro no sistema de sinalização e uma paragem do comboio. De acordo com testemunhos das vítimas, o descarrilamento ocorreu após uma travagem brusca do metro. “O comboio travou bruscamente. Vimos faíscas e muito fumo. Fui projetado contra qualquer coisa. Todas as pessoas foram projetadas para um dos lados”, contou um dos passageiros, com o nariz coberto de sangue, à cadeia de televisão Moscovo 24.

Imagens difundidas pela televisão russa mostraram as equipas de socorro a retirar numerosos feridos ensanguentados. Noutras era possível ver passageiros ainda bloqueados no interior das carruagens, sendo também visível muito fumo. Em redor das estações afetadas pelo descarrilamento, dezenas de ambulâncias e helicópteros transportavam os feridos para os hospitais. Inaugurado em 1935, durante o regime de Josef Estaline, o metro de Moscovo reivindica atualmente um dos fluxos de passageiros mais elevados do mundo. Conhecido pela eficácia e pontualidade, o metro registou poucos acidentes causados por problemas técnicos.

As autoridades abriram um inquérito por violação das normas de segurança nos transportes. De acordo com Alexei Khazbiev, jornalista especializado em transportes do jornal Expert, o metro foi construído para transportar “três a quatro milhões de pessoas, no máximo seis milhões de passageiros por dia”. Atualmente, mais de nove milhões de passageiros usam o metro todos os dias e “as tecnologias da época estão ultrapassadas”, considerou. http://www.jn.pt/PaginaInicial/Mundo/Interior.aspx?content_id=4027227&page=-1

 

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: