REPÚBLICA BANANA PEOPLE

Publique sua OPINIÃO Sem CENSURA! DENÚNCIE! Seja Um Colaborador!

Oito rebeldes sírios crucificados publicamente

Posted by REPÚBLICA BANANA PEOPLE em junho 29, 2014

Jihadistas” do Estado Islâmico do Iraque e do Levante crucificaram publicamente oito rebeldes sírios de um grupo que combate simultaneamente as forças do regime e os radicais, anunciou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos.

“O EIIL executou oito homens em Deir Hafer, no leste da província de Alepo”, no sábado, por pertencerem a grupos rebeldes que combateram os “jihadistas” e as forças do regime de Bashar al-Assad, informou a organização não-governamental. Os “jihadistas” “crucificaram-nos na praça principal da aldeia, onde os cadáveres vão permanecer por três dias”, precisou o Observatório, que tem as sua base em Londres e recolhe informações junto de uma rede de ativistas no terreno. Na mesma província, um nono homem foi crucificado por oito horas, como castigo, mas sobreviveu. O EIIL surgiu na Síria há cerca de um ano e, inicialmente, foi bem recebido pela oposição armada, que viu os “jihadistas” como uma ajuda para derrubar o regime.

Poucos meses depois, e em face de uma série de atrocidades cometidas pelos “jihadistas” contra populações civis e rebeldes, a oposição síria, incluindo a oposição islamita, passou a combater o EIIL. Em janeiro deste ano, os rebeldes lançaram uma ofensiva contra o EIIL, conseguindo expulsá-los de vastas áreas da província de Alepo, no norte, e de toda a província de Idlib, no noroeste. O EIIL mantém, no entanto, o controlo de Raqa, no norte da Síria, e de Deir Ezzor, no leste, junto à fronteira com o Iraque. Segundo ativistas sírios, os “jihadistas” na Síria reforçaram a sua posição com a ofensiva lançada no Iraque no início de junho, nomeadamente devido à captura de armamento pesado do exército iraquiano, parte do qual de fabrico norte-americano.

No último ano, o regime sírio raramente visou os bastiões dos “jihadistas” mas, desde o início da ofensiva no Iraque, são frequentes os bombardeamentos nas zonas controladas pelo EIIL. “Hoje houve bombardeamentos intensos em Raqa e em Buseira” (localidade em Deir Ezzor), afirmou o diretor do Observatório, Rami Abdel Rahman. “Aparentemente, o regime de Assad quer que os Estados Unidos o vejam como um parceiro na luta contra o terrorismo”, disse, acrescentando, contudo, que “a maior parte das vítimas dos bombardeamentos dos últimos dias, cerca de 80%, foram civis”. http://www.jn.pt/PaginaInicial/Mundo/Interior.aspx?content_id=3998291&page=-1

 

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: