REPÚBLICA BANANA PEOPLE

Publique sua OPINIÃO Sem CENSURA! DENÚNCIE! Seja Um Colaborador!

Boicote ao camarão ‘made in Thailand’

Posted by REPÚBLICA BANANA PEOPLE em junho 12, 2014

Associações de defesa dos direitos humanos e ambientais apelam aos consumidores que não comprem marisco produzido na Tailândia.Associações ambientais e grupos de direitos humanos estão a apelar ao boicote ao consumo de camarões baratos e outros mariscos importados da Tailândia, se os retalhistas não puderem garantir a ética do trabalho que está na origem dos produtos

Associações ambientais e grupos de direitos humanos estão a apelar ao boicote ao consumo de camarões baratos e outros mariscos importados da Tailândia, se os retalhistas não puderem garantir a ética do trabalho que está na origem dos produtos / STR/AFP/Getty Images.

A investigação do diário britânico “The Guardian”, que ligou a exportação de camarão tailandês para todo o mundo à utilização de escravos no processo de produção de marisco, está a provocar uma onda de reações. Várias organizações ambientais e grupos de direitos humanos declararam publicamente que a descoberta da exploração da escravatura é uma chamada de atenção aos consumidores. A primeira reação pode ser-lhes pedida diretamente, para que verifiquem nas etiquetas qual é a origem do camarão que estão a pôr na mesa. O camarão (e outro marisco) que tiver origem na Tailândia, em particular oriundo da empresa Charoan Pokhand (CP) Foods, estará quase certamente associado à exploração de pessoas que são mantidas em condições desumanas em barcos ao largo da costa do país, a pescar camarão ou o material de que será feita a ração que os alimenta.

Associações como a Greenpeace, a Sociedade de Conservação Marinha e o Conselho de intendência Marinha do Reino Unido estão a apelar ao boicote dos consumidores para que não comprem camarões baratos e outros mariscos importados da Tailândia se os retalhistas não puderem garantir a ética do trabalho que está na origem dos produtos. Há várias maneiras de o fazer, segundo “The Guardian”: melhorando os conteúdos sobre a origem dos produtos incluídos nos rótulos; descrevendo, por exemplo, se as redes de retalhistas estiveram ou não envolvidas em projetos de melhoramento na Tailândia ou noutros países do sudeste asiático.

“Marisco barato polui os oceanos de lixo e arruína vidas”, declarou o responsável pelas campanhas sobre oceanos da Greenpeace. Willie Mackenzie disse que a investigação do jornal expondo a escravatura envolvida na indústria global de marisco é um soar de alarme para todos os consumidores e revendedores: “Trabalho forçado e abuso de direitos humanos não são apenas questões nos viveiros tropicais de camarão, são também fatores invisíveis noutras pescas”. http://expresso.sapo.pt/boicote-ao-camarao-made-in-thailand=f875311

Uma resposta to “Boicote ao camarão ‘made in Thailand’”

  1. Arwen said

    Republicou isso em Arwen Releiturase comentado:
    O mundo hoje não pode tolerar mais nenhum tipo de escravidão.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: