REPÚBLICA BANANA PEOPLE

Publique sua OPINIÃO Sem CENSURA! DENÚNCIE! Seja Um Colaborador!

Cartão de Crédito Ilimitado! Divida sem Compromisso de Pagamento!

Posted by REPÚBLICA BANANA PEOPLE em abril 28, 2014

Dívida pública sobe 0,6% em março, para R$ 2,08 trilhões, diz Tesouro

Despesa com juros elevou dívida em março. Dívida pode chegar ao patamar de R$ 2,3 trilhões no fim deste ano.

A dívida pública federal, que inclui os endividamentos interno e externo do governo, cresceu 0,64% em março, para R$ 2,08 trilhões, segundo informações divulgadas nesta segunda-feira (28) pela Secretaria do Tesouro Nacional. Em fevereiro, o endividamento público estava em R$ 2,06 trilhões.

No último mês, ainda segundo informações do governo, ocorreu resgate líquido (vencimentos acima do valor das emissões) no valor de R$ 3,3 bilhões na dívida pública federal. Entretanto, também foi contabilizada despesa com juros no valor de R$ 18,5 bilhões – impactando para cima o endividamento público.

Programação para 2014
De acordo com a Secretaria do Tesouro Nacional, a dívida pública pode chegar ao patamar máximo de R$ 2,32 trilhões no fim deste ano – R$ 198 bilhões a mais em relação ao fechamento de 2013.

O Plano Anual de Financiamento (PAF) da dívida pública, feito pelo Tesouro Nacional, também estabelece um piso de R$ 2,17 trilhões para o débito público no fim deste ano, o que representaria uma alta de R$ 48 bilhões em comparação com dezembro do ano passado.

Em 2014, os vencimentos de títulos públicos previstos somam R$ 544 bilhões, ao mesmo tempo em que os encargos da dívida pública totalizam R$ 54 bilhões. O governo prevê, entretanto, o uso de R$ 121,8 bilhões em recursos orçamentários para pagar os vencimentos neste ano.

Perfil da dívida
Os números do governo federal, calculados após a contabilização dos contratos de “swap cambial”, mostram que o estoque de títulos prefixados (papéis que têm a correção determinada no momento do leilão) somou R$ 836 bilhões em março, ou 42% do total, contra R$ 794 bilhões, ou 40,2% do total, em fevereiro.

Os títulos atrelados aos juros básicos da economia (os pós-fixados), por sua vez, tiveram sua participação diminuída em março. No fim do mês passado, estes títulos públicos representavam 9,5% do estoque total da dívida interna, ou R$ 189 bilhões, contra 11,77% do total (R$ 232 bilhões) em fevereiro.

A parcela da dívida atrelada aos índices de preços (inflação) somou 37,97% em março deste ano, ou R$ 755 bilhões, contra 37,6% do total em fevereiro de 2014 – o equivalente a R$ 742 bilhões.

Os ativos indexados à variação da taxa de câmbio, por sua vez, somaram 10,49% do total (R$ 208,8 bilhões) em março, contra R$ 205 bilhões, ou 10,42% do total, em fevereiro deste ano. O aumento da dívida atrelada ao dólar se deve à emissão de contratos de swap cambial – que equivalem a uma venda de dólares no mercado futuro. Alexandro Martello – http://g1.globo.com/economia/noticia/2014/04/divida-publica-sobe-06-em-marco-para-r-208-trilhoes-diz-tesouro.html

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: