REPÚBLICA BANANA PEOPLE

Publique sua OPINIÃO Sem CENSURA! DENÚNCIE! Seja Um Colaborador!

A História desenterra Treblinka

Posted by REPÚBLICA BANANA PEOPLE em abril 3, 2014

Arqueólogos britânicos escavam pela primeira vez um dos campos de extermínio nazistas

Há importantes restos do massacre em massa de judeus

Os trilhos do trem pelos quais chegavam os prisioneiros. / IRA NOWINSKI (CORBIS)

Treblinka era um dos argumentos preferidos dos que negavam o Holocausto. Os depoimentos dos sobreviventes e os documentos falavam de um campo de extermínio a uma hora e meia da capital polonesa, Varsóvia, mas no ponto indicado só havia uma ladeira verde, uma granja e um bosque. Nada a ver com as barras e as duchas de Auschwitz. Nunca haviam sido encontradas evidências da maquinaria do morte que exterminou de 700.000 a 900.000 judeus e um número indeterminado de ciganos. Nunca… até agora. Uma equipe da Universidade de Staffordshire (Reino Unido), comandado pela arqueóloga forense Caroline Sturdy Colls, encontrou a primeira evidência física das câmeras de gás, alicerces e lousas, além de várias fossas comuns.

Sua investigação não é importante só porque demonstra a única prova tangível de que Treblinka não foi um mito, mas pelos meios empregados. Durante seis anos, explicava ontem ao EL PAÍS a doutora, foram feitos mapas computorizados e fotografias aéreas, além do uso de sofisticados GPS e georradares, inclusive um escaner a laser —chamado Lidar—, tudo para achar a prova de que havia terra removida e algum indício de obra antiga. É um processo que se assemelha ao empregado na Espanha para buscar algumas fossas da Guerra Civil, incluindo a do poeta e dramaturgo Federico García Lorca em Granada.

Embora os nazistas tenham feito um bom trabalho escondendo o campo, ocultando-o em uma inocente zona agrícola, derrubando os muros e nivelando o chão, os especialistas conseguiram detectar três zonas, bastante distantes entre si, nas quais começaram a cavar e encontraram os primeiros ossos humanos, muitos em um nível superficial e com estranhos cortes. Ainda não está claro o número de corpos localizados.

Depois vieram os alicerces, buracos tampados conscientemente com todo tipo de materiais que pertenciam às câmeras de gás. E também a descoberta mais macabra: lousas de cerâmica, finas, avermelhadas e de cor mostarda, com a estrela de David em relevo. Muitos sobreviventes já falavam desses desenhos, como se vê em seus relatos no Museu Yad Yashem de Jerusalém: a câmera de gás, contavam, estava disfarçada de mikvé, o banho ritual judeu, o que levava os homens e mulheres que chegavam a Treblinka a pensar que simplesmente iriam tomar banho. O símbolo sagrado do judaísmo na fachada desse edifício os ludibriava e fazia com que se sentissem seguros, confiantes… e enganados até o último momento. Foi assim durante os 24 meses que funcionou o campo, entre 1942 e 1943.

A estrela de David gravada em uma telha: um dos numerosos restos achados em Treblinka (Polônia).

Graças às escavações, pôde-se desenhar um mapa do recinto, da trilha do trem à qual chegavam os judeus e ciganos —aos quais era dito que Treblinka só era uma zona de passagem, antes de ser deportados para o Leste, como lembra o professor Gideon Greif— até as duas câmeras das quais há restos, uma com capacidade para 600 pessoas e outra para 5.000, e o corredor ao ar livre pelo qual os dirigiam. Há depoimentos, não obstante, que falavam de até uma dezena de câmeras espalhadas pela zona. Em 60 minutos, os vivos passavam do trem à nudez e à morte, segundo indicam os arqueólogos no documentário Treblinka: a máquina de matar de Hitler, divulgado pelo Smithsonian Channel, onde foi feita esta descoberta e inclui uma recriação do espaço.

A professora Sturdy Colls explica que seu maior desejo era o de ser respeitosa com a zona, convertida em local de homenagem às vítimas depois da Segunda Guerra Mundial e onde foram vetadas as escavações, por respeito.

A estimativa de mortos gira entre 700.000 e 900.000

Por e-mail, Sturdy Colls disse que convenceu os responsáveis pelo museu e o Grande Rabinato da Polônia de que sua técnica não invasiva não desrespeitaria os mortos e, ao mesmo tempo, daria respostas aos vivos. “A primeira vez que fui ali ficou claro para mim que havia uma abundância de evidências no terreno e que provavam que Treblinka foi um campo de extermínio, não de passagem. Ser capaz de confirma isso foi uma honra para mim. Tinha de fazer isso para que as gerações futuras aprendam”, indica a doutora, especializada em usar seus conhecimentos forenses com finalidades históricas, além de suas aulas universitárias e de suas colaborações com a polícia britânica. A zona escavada, enfatiza, ficou do mesmo jeito que estava quando a encontraram, com os monólitos de pedra que lembram as inumeráveis vítimas.

Sua técnica, continua, abre “novas possibilidades para o exame do Holocausto ou de outros lugares de conflito”, Por isso, planeja continuar indagando em outros cenários. Já fez isso, usando estes mesmos meios, em Staro Sajmiste (Belgrado) e nas ilhas do Canal do Reino Unido, com resultados positivos. Mas Treblinka é diferente, “especial”, pelo que significou para as vítimas, que agora podem ensinar ao mundo as pedras que viram e tocaram. Para mostrar as descobertas e os métodos empregados. Uma exposição e um livro com a trabalho da equipe de Staffordshire já está a caminho. – http://brasil.elpais.com/brasil/2014/04/01/cultura/1396374161_002628.html

Uma resposta to “A História desenterra Treblinka”

  1. O ESTADO NÃO É O POVO.

    O povo pode resolver o problema coletivo do bem comum a todos sem Estado de Direito,
    sem Imposto .e sem a ingerência própria dos idólatras da mediocridade.

    A ALEGORIA.

    Um arqueólogo com sua caravana migrando sobre um vale resolveu acampar ao lado de uma montanha.
    Ele encontrou no sopé por acaso um caco de telha. Ficou pensativo por não te conseguido classificar a
    data nem o modo de sua fabricação. Andando ao redor da falda achou mais outro, e de repente ele fez
    a descoberta arqueológica importante de uma cidade inteira escondida lá debaixo.

    Existe uma descoberta de uma grande maldade oculta debaixo do Imposto: o Imposto é fundado na fraude.
    Mas, para ser capaz de perceber as finalidades e as intenções políticas dos cobradores de Impostos, o
    homem precisa ficar armado com o conhecimento revelado pelos enigmas transcritos a seguir.

    Os ímpios andam de todos os lados, quando a vileza é exaltada diante dos homens. [Salmo.11,9]
    26 O rei sábio joeira os ímpios, faz passar sobre eles a roda. [Prov.20,26]
    4 Olhares altivos ensoberbecem o coração; o luzeiro dos ímpios é o pecado. [Prov.21,4]
    20 porque para o mal não há futuro e o luzeiro dos ímpios extinguir-se-á. [Prov.24,20]
    12 Quando os justos triunfam, há muita alegria; quando os ímpios se erguem, cada qual se esconde. [Prov.28,12]
    28 Quando se erguem os ímpios, cada qual se oculta; quando eles perecem, multiplicam-se os justos. [Prov.28,28]
    16 Quando se multiplicam os ímpios, multiplica-se o crime, mas os justos contemplarão sua queda. [Prov.29,16]
    10 vi ímpios receberem sepultura e gozarem de repouso, enquanto que aqueles que tinham feito o bem iam para longe do lugar santo e eram esquecidos na cidade. Isto é ainda vaidade. 14 Há outra vaidade que aparece sobre a terra: há justos aos quais acontece o que conviria ao proceder de celerados; e há ímpios aos quais acontece o que conviria ao proceder de justos. Digo que isso é também vaidade. [Ecle.8,10.14]

    4 Dá ao homem bom, não ampares o pecador, pois Deus dará ao mau e ao pecador o que merecem; ele os guarda para o dia em que os castigará. 5 Dá àquele que é bom, e não auxilies o pecador.
    6 Faze o bem ao homem humilde, e nada dês ao ímpio; impede que se lhe dê pão, para não suceder que ele se torne mais poderoso do que tu. 7 Pois acharás um duplo mal em todo o bem que lhe fizeres, porque o próprio Altíssimo abomina os pecadores, e exerce vingança sobre os ímpios. [Eclo.12,4-7]
    Vejas só: tu pagas o Imposto, e é por isso que esse ser mau e terrível, o Estado, está mais poderoso do que tu, e esse demônio está tão poderoso, a ponto de fazer os pais levarem os próprios filhos para a escola, para lá eles serem estuprados debaixo da imposição de experimentar antes o homossexualismo do que uma vida pueril sem mácula e com suas esperanças enriquecidas com as belezas das promessas sobre a vida feita por Deus através da Religião. Tua culpa. Culpa tua. Se tu levas teu filho para eles fazerem isso com ele na escola, e não tem força de enfrentar essa autoridade legal e ilegítima, então tu pagarás com igual covardia esse maldito Imposto, que sustenta as perversas campanhas de aborto, destruição da família etc. Que mal exemplo tu dás para os teus filhos e prova de amor horrível oferecida para a tua esposa ao defender os filhos dela. Caim fez melhor oferta a Deus do que tu a tua família. Tu que te curvas diante dessa autoridade legal e ilegítima. Mas, se tu sentes teu coração amargurado, então a vitória te aguarda.

    Os textos acima são da Bíblia Sagrada. E, o que a Bíblia ensina, é o que se acha escrito neles. No entanto; eu, o Ruy, digo: vê só o mal do qual são culpadas, as pessoas que falam que se deve pagar Imposto ao governo brasileiro, ou Alemão etc. O governo alemão fica mais forte que o povo, e violenta o povo com a imposição sobre o povo e contra o povo de os pais verem seus filhos terem o seu desenvolvimento estuprado pelo gayzismo imposto pelo Estado Laico ou Ateu. Isto é eu que digo. Não é a Bíblia. Mas, não é só a Bíblia, que sabe a verdade. E com as verdades reveladas a nós por ela, nós ainda podemos fazer grandes prodígios como a vitória de quebrar o jugo intelectual do Imposto e os dos seus Impostores e imposteiros (adoradores dos impostos).
    Imposto é roubo. Quem paga Imposto comete crime. Crime de estar financiando o memorial desse celerado da foto acima.
    Imposto é roubo, porque o Imposto é indevido. Porque se o Imposto fosse devido, ele não seria imposição. Dois pesos, duas medidas. Isto é injustiça. Injustiça é crime. Falar que o brasileiro Deve Imposto é crime de Impostura.

    [Mat.17,25] Tu entendes agora o motivo dessa gente injusta querer te ensinar a odiar a Religião ? A Religião diz que o povo não deve Imposto, porque este é um direito só de Deus. E no entanto Deus não nos impõe tributo algum. Veja no Evangelho, e tu verás, para que essa gente idólatra do “Poder” deseja tanto te ensinar a odiar a Religião. Essa finalidade é para te manter sempre escravo dos jogos mentais deles, e é preciso por um ovo de ódio contra a Religião dentro de ti, para te dominar como um escravo imbecil. O homem sem Deus é um tolo.
    Imposto é roubo, também do ponto de vista prático; porque o Estado rouba mais de 95% dos Impostos. Metade de todo o Bolo brasileiro umas poucas elites políticas comem todo sozinhas.
    Existe o Bolo brasileiro do bom trabalho de todo o povo, do país todo, dos trabalhos realizados no ano todo. A bandalheira do Estado Laico brasileiro sozinha come metade deste bolo gerado apenas pelo povo. Porque o Estado só come, come e não faz nada do que Devia, e Deveria. E o Estado ainda mente te falando que o cidadão Deve.
    Quem Deve é o Estado. O Estado Deve ao cidadão. O Estado deve ao cidadão: o Imposto cobrado, o Estado Deve respeito. Mas, o Estado depois de trucidar a vida do povo ainda diz ao povo: “relaxa e goza”. O que o Estado de Direito faz é atirar um cidadão contra o outro dividindo irmão contra irmão. Diabo é o demônio que divide. Tu sabes o que é Metaorganismo? Pois é isso mesmo literalmente: o Estado é esse diabo encarnado. O Estado é só um demônio encarnado. Por isso, é que num mundo hoje com tanta ciência, com tanta tecnologia, com tanta indústria, com tanta educação religiosa ainda tem fome, e ninguém desconfia do diabo encarnado chamado de Estado Laico e Ateu.

    De todo o total dos Impostos cobrados no Brasil todo, o Estado devolve para o povo dono do bolo apenas 1% a 5%. O Estado come tudo. Umas poucas elites políticas riem das lágrimas diárias nos olhos sofridos dos desbravadores dentre o povo. E o povo forte se levanta pra lutar mais uma vez; e nem entende porque fracassou no último ano. Esse povo conscientizado com centenas de ideias erradas nem desconfia do recomeço de mais um período de enganação reiniciado na reeleição do último facínora.
    Quem paga Imposto bote a mão na consciência. Se não há jeito de uma fuga imediata de você cometer esse mal de pagar o Imposto, pague somente quando não tiver jeito mesmo. E cada vez que você pagar repita pra ti mesmo: ‘Eu NÃO Devo. Não Devo não. Imposto é roubo. Pagar Imposto é crime, porque financiar o crime é crime também. Quem paga Imposto ao governo brasileiro financia aborto, Fidel Castro, terrorista, entidades abortistas espanholas, o gayzismo alemão nas escolas etc. Pagar Imposto é crime’.

    A diferença marcante do cobrador de Imposto para uma assaltante é que o assaltante é mais honesto por dizer que é assalto. Enquanto que o cobrador de Imposto te rouba, e ainda te chama de culpado. Outra diferença essencial é que o cobrador de Impostos dessas autoridades ilegítimas como o Luís Carlos Prestes é um tipo de ladrão assaltante que não admite concorrência. Se o Estado bota um bandido na cadeia não é porque o Estado odeia o crime. O que o Estado odeia é a concorrência. Outra diferença é que o Estado de Direito é uma mega quadrilha que age no mundo todo como se ele fosse muitos Estados, enquanto na verdade é um só. O Estado não é o povo.

    Existem alternativas para o Estado de Direito, onde não se precisa nem de Imposto, nem da ingerência de uma autoridade ilegítima financiada por esse tipo de roubo chamado de Imposto.
    Existe alternativa, onde o prefeito e o presidente é que pagariam Imposto ao povo, para eles sentarem-se lá naquela Cadeirinha da Vaidade, além de que eles além destes justos Impostos também se curvariam em submissão ao compromisso de eles cumprirem a favor do povo um plano de metas de obras públicas, sob pena de eles, prefeito ou presidente etc, serem exemplarmente punidos nas suas quebras de conduta.

    Essa gente tola adora um cetro e um trono. Se o cidadão acreditar nisto, então o povo bota uma coleira naquelas elites dolosas simpatizantes do Estado de Direito. Se você pegar um cetro grande na mão e jogar lá na frente do Lula, ou Obama, ou Fidel Castro etc, lhes dizendo: pega Totó. Eles vão e pegam.

    Como eu descobri isto? Quem nasceu cego desconhece as nuvens e as estrelas. Mas, quem tem Fé sabe que ela dá a qualquer um com reta intenção a inteligência bastante, para quebrar tais enigmas.
    Para bom entendedor meia palavra basta. Mas, para os entendedores com má intenção, quanto mais se explica, pior fica.

    Eis o enigma:
    21 Se, pois, cetros e tronos vos agradam, ó vós que governais os povos, honrai a Sabedoria, e reinareis eternamente. [Sab.6,21]
    … “vos agradam” ..
    .
    O Estado não é o povo.
    Imposto é roubo.

    Ruy Lacerda †: Divinópolis: Brasil.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: