REPÚBLICA BANANA PEOPLE

Publique sua OPINIÃO Sem CENSURA! DENÚNCIE! Seja Um Colaborador!

Bósnia vive a maior onda de violência desde 1995

Posted by REPÚBLICA BANANA PEOPLE em fevereiro 10, 2014

A maior onda de confrontos desde o final da guerra civil em 1995 está a varrer a Bósnia. Desemprego juvenil e crise económica na origem dos protestos.Manifestante à porta de um edifício governamental em Sarajevo EPA Manifestante à porta de um edifício governamental em Sarajevo.

Cerca de 150 pessoas ficaram hoje feridas durante violentos confrontos entre a polícia e manifestantes, em várias cidades da Bósnia-Herzegovina. O país viveu o terceiro dia de protestos generalizados contra a grave situação económica e o desemprego. Fontes hospitalares de Sarajevo, a capital da Bósnia, dizem que cerca de 100 pessoas ficaram feridas durante os confrontos. Há informações de 50 feridos em Zenica e pelo menos 11 em Tuzla. Esta onda de confrontos é a mais grave que atinge a Bósnia desde fim da guerra civil, que terminou em 1995. A agência Lusa diz que os manifestantes assaltaram e  incendiaram  “o edifício do governo regional”, em Tuzla,  uma cidade do nordeste em território da Federação croato-muçulmana, onde ocorreram na quarta-feira os primeiros protestos.

“A maioria dos ferimentos foram provocados por objetos pesados ou irritação nos olhos pelo gás lacrimogéneo”, precisou, numa referência aos incidentes numa cidade que no passado foi um dos principais centros industriais da antiga república jugoslava.

Desemprego jovem potencia revolta

A Bósnia-Herzegovina é uma ex-república jugoslava, dividida em duas entidades após a assinatura dos acordos de paz de Dayton, que puseram fim à guerra civil (1992-1995). Com uma população de 3,8 milhões habitantes e uma taxa de desemprego que ultrapassa os 44%, a Lusa refere que “um em cada cinco cidadãos vive abaixo da linha da pobreza”, segundo as estatísticas oficiais. O salário médio mensal no país ronda os 420 euros. Sakib Kopic, um representante dos trabalhadores, disse que os protestos são “uma revolução, a resposta do povo” ao falhanço das autoridades em reverter a contínua decadência económica nesta região dos Balcãs. Nas cidades em revolta, desempregados e jovens juntaram-se às manifestações dos trabalhadores, em protesto contra a situação económica de um país que dizem não ter futuro.

“Os manifestantes não são selvagens, há muitos jovens que não têm a esperança de arranjar trabalho após a licenciatura”, acrescentou Kopic. Durante a tarde, informações de diversos media locais registavam ações de protesto em Zenica, Kakanj, Mostar, Prijedor e Bihac, enquanto se anunciavam outras manifestações em Banja Luka, Travnik, Donji Vakuf, Jajce, Kljuc, Cazin, Visoko, Zepce e Zavidovici, com o conflito a alastrar à Republika Srpska (RS), a outra entidade da Bósnia-Herzegovina. http://expresso.sapo.pt/bosnia-vive-a-maior-onda-de-violencia-desde-1995=f854944

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: