REPÚBLICA BANANA PEOPLE

Publique sua OPINIÃO Sem CENSURA! DENÚNCIE! Seja Um Colaborador!

Náufrago chega às ilhas Marshall 16 meses após sair do México

Posted by REPÚBLICA BANANA PEOPLE em fevereiro 2, 2014

Vista da praia de Ixtapilla no município de Aquila, costa de Michoacán, em 13 de outubro de 2013AFP/Arquivos -Vista da praia de Ixtapilla no município de Aquila, costa de Michoacán, em 13 de outubro de 2013

Um homem bastante magro e abatido chegou em uma embarcação arrastada pelo mar a um afastado atol das ilhas Marshall, a mais de 12.500 quilômetros do México, de onde garante ter saído há 16 meses, informou um residente, nesta sexta-feira. Com barba espessa e cabelo comprido, o homem foi visto na quinta-feira pelos habitantes, em uma embarcação de sete metros de comprimento, com motores sem hélices.

“Seu estado não é bom, mas está melhorando”, disse por telefone o estudante norueguês de Antropologia Ola Fjestad, que está fazendo uma pesquisa no atol de Ebon, no sul do arquipélago. O homem resgatado, que usava apenas uma cueca aos trapos, contou que saiu do México rumo a El Salvador em setembro de 2012 com um companheiro. O colega de viagem morreu no mar há vários meses. O náufrago teria se identificado como José Iván. “A embarcação (…) parece ter estado na água por muito tempo”, acrescentou o estudante. José Iván explicou a Fjestad que sobreviveu comendo tartarugas, pássaros e peixe, além de beber sangue de tartaruga quando não chovia. Não havia nenhum equipamento de pesca na embarcação. Iván disse ter capturado os pequenos animais com as mãos.

“Demos alimentos nutritivos da ilha e começou a melhorar”, afirmou à AFP por telefone Ione de Brum, prefeita do pequeno atol de Ebon, ao sul do arquipélago. “Está com os joelhos muito afetados e não consegue ficar de pé por muito tempo, mas fora isto ele está bem”, completou a prefeita.

Outros casos parecidos já foram registrados.

Em 9 de agosto de 2005, três mexicanos saíram para pescar de um porto da costa mexicana no Pacífico. Depois de ficarem sem gasolina e de uma avaria no motor, foram arrastados mar adentro pelas correntes. Mais de nove meses depois foram resgatados por um atuneiro taiwanês, frente às ilhas Marshall. Sobreviveram comendo peixe e aves marinhas crus e bebendo a água da chuva que armazenavam no fundo do bote. Em 1992, outros dois pescadores de Kiribati sobreviveram 177 dias no mar antes de chegar a Samoa. http://noticias.br.msn.com/n%C3%A1ufrago-chega-%C3%A0s-ilhas-marshall-16-meses-ap%C3%B3s-sair-do-m%C3%A9xico

Mexicano sobreviveu mais de um ano à deriva no Pacífico

Mexicano sobreviveu mais de um ano à deriva no PacíficoJosé Iván foi encontrado nas Ilhas Marshall, 13 meses após ter saído de São Salvador para uma expedição de pesca aos tubarões. O pescador mexicano, de 37 anos, sobreviveu a beber sangue de tartaruga e a comer aves e peixes que caçou com as mãos.

foto GIFF JOHNSON / AFP

José Iván foi encontrado, quinta-feira, nas Ilhas Marshall

José Iván zarpou do México em dezembro de 2012, juntamente com um companheiro, que terá morrido em alto mar, há uns meses. Foi encontrado desorientado, quinta-feira, num recife perto do atol de Ebon, na Ilhas Marshall.

Os residentes de Ebon contaram que o “náufrago estava com uns calções já muito gastos e que o barco parecia ter estado na água por muito tempo”. José Ivan, pescador há 15 anos, tinham, segundo os habitantes a aparência de um “desnutrido”, quando pisou terra. Ivan explicou que sobreviveu bebendo sangue de tartaruga quando faltava a água da chuva e comendo tartarugas, aves e peixes que caçava com as mãos.

“Saiu do barco com uma barba espessa”, contou à Reuters Jack Niedenthal, um realizador a viver em Majuro.

“Tinha dificuldade em andar, as pernas estavam muito magras. Não acredito que seja uma brincadeira. Acho que este homem esteve muito tempo no mar”, disse Niedenthal, que falou durante uns minutos com Albarengo, através de um intérprete. Os habitantes tiveram alguma dificuldade em falar com o pescador, que apenas domina o espanhol. As autoridades das Ilhas Marshall enviaram uma embarcação para transferir o pescador e, mais tarde, entrarão em contacto com as autoridades mexicanas. http://www.jn.pt/PaginaInicial/Mundo/Interior.aspx?content_id=3665619&page=-1

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: