REPÚBLICA BANANA PEOPLE

Publique sua OPINIÃO Sem CENSURA! DENÚNCIE! Seja Um Colaborador!

Cristiano Ronaldo vence a Bola de Ouro da Fifa

Posted by REPÚBLICA BANANA PEOPLE em janeiro 13, 2014

  • Craque português supera Messi e Ribéry
  • Pelé chora ao receber Bola de Ouro especial
  • Seleção do ano da Fifa tem dois brasileiros: Thiago Silva e Daniel Alves

Cristiano Ronaldo com a Bola de Ouro como melhor jogador de 2013 Foto: Steffen Schmidt / APCristiano Ronaldo com a Bola de Ouro como melhor jogador de 2013 Steffen Schmidt / AP

RIO – Cristiano Ronaldo superou Lionel Messi e Franck Ribéry e venceu a Bola de Ouro de melhor jogador do mundo de 2013. Coroado na festa de gala da Fifa em Zurique, na Suíça, o português mal conseguia falar ao receber o prêmio, emocionado e chorando.

– Não há palavras, obrigado a todos os meus companheiros, também os da seleção, e às pessoas da minha família aqui presentes. Quem me conhece sabe o sacrifício que foi para chegar aqui. É muito emocionante para mim e não consigo falar. Obrigado – disse o português, que subiu ao palco com o filho Cristiano, de três anos. Nos últimos quatro anos, Ronaldo viu Messi ser coroado o melhor do mundo, fato inédito desde que a Fifa passou a premiar o melhor jogador do ano, em 1991. O astro do Real Madrid sentiu o golpe, mas não desanimou. Continuou fazendo gols e jogando cada vez mais. Valeu à pena. Ele já tinha um prêmio de melhor de mundo – venceu em 2008, quando ainda era jogador do Manchester United, antes da unificação dos prêmios da France Football e Fifa. Cristiano Ronaldo venceu uma eleição apertada, com 27,99% dos votos, contra 24,72% de Messi e 23,39% de Ribéry. Neymar foi o quinto colocado, com 3,17%.

Entre as mulheres, quem venceu foi a goleira alemã Nadine Angerer – Marta estava na disputa. O Brasil também não levou no Prêmio Puskas de gol mais bonito da temporada. Neymar estava na disputa, mas o vencedor foi o sueco Zlatan Ibrahimovic, com um golaço marcado pela seleção da Suécia contra a Inglaterra, em um amistoso em novembro de 2012. Um brasileiro, porém, foi aplaudido de pé na cerimônia. Pelé recebeu uma Bola de Ouro especial e foi ovacionado por todos os presentes, não escondendo a emoção e chorando. – Prometi à minha família que não choraria, mas sou emotivo. Eu não jogava sozinho, tudo que eu ganhei foi com meus amigos. Completei minha coleção de troféus – disse Pelé, emocionado.

A Fifa começou a cerimônia, que teve Fernanda Lima como apresentadora ao lado do ex-jogador holandês Ruud Gullit, elegendo a seleção do ano. O time ideal da entidade tem dois brasileiros: o zagueiro Thiago Silva, do PSG, e o lateral-direito Daniel Alves, do Barcelona. A seleção do ano tem três jogadores do Bayern de Munique, dois do PSG, quatro do Barcelona e dois do Real Madrid. O time ficou assim: Neuer (Bayern de Munique), Daniel Alves (Barcelona), Sérgio Ramos (Real Madrid), Thiago Silva (PSG) e Philip Lahm (Bayern de Munique). Iniesta (Barcelona), Xavi (Barcelona) e Ribéry (Bayern de Munique); Cristiano Ronaldo (Real Madrid), Ibrahimovic (PSG) e Lionel Messi (Barcelona).

Na disputa entre os técnicos, o alemão Jupp Heynckes venceu a disputa. Já aposentado, o treinador foi responsável pela grande temporada do Bayern de Munique, campeão europeu, alemão e da Copa da Alemanha. No futebol feminino, a vencedora foi a alemã Silvia Neid, da seleção do seu país. Ex-presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), o belga Jacques Rogge venceu o prêmio presidencial da Fifa. Campeões mundiais com a seleção brasileira, Pelé, Amarildo e Cafu foram homenageados durante a festa. O ex-jogador Eusébio também foi homenageado na cerimônia. Maior ídolo da história do futebol português, o craque morreu no domingo passado, aos 71 anos, após sofrer uma parada cardíacahttp://oglobo.globo.com/esportes/cristiano-ronaldo-vence-bola-de-ouro-da-fifa-11286422

Bola de Ouro para um CR7 emocionado

Internacional português foi considerado o melhor jogador do mundo em 2013, superando Messi e Ribéry. E chorou nos agradecimentos depois de receber o troféu das mãos de Joseph Blatter.

Pelé anunciou o vencedor. Cristiano Ronaldo subiu ao palco e o filho correu em direção a ele
Pelé anunciou o vencedor. Cristiano Ronaldo subiu ao palco e o filho correu em direção a ele – AFP/Getty Images

Com 69 golos marcados em 2013, Cristiano Ronaldo foi hoje considerado o melhor jogador do ano, repetindo a conquista de 2008 na votação mundial promovida pela FIFA e pela revista “France Football”, e superando o argentino Lionel Messi, do Barcelona, e o francês Franck Ribéry, do Bayern Munique. O português recolheu 27,99% dos votos dos selecionadores e capitães de todas as seleções mundiais de futebol e jornalistas, contra 24,72% de Messi e 23,36% de Ribéry. Com um painel de peso para o mais esperado anúncio da gala em Zurique, na Suíça, coube a Pelé – momentos antes agraciado com uma Bola de Ouro honorária – revelar o nome do vencedor do troféu, que nas últimas quatro edições distinguiu Messi.

“Boa noite. Não há palavras para descrever este momento”, afirmou Cristiano Ronaldo, visivelmente comovido, e acompanhado no palco pelo seu filho.  Polémicas à parte, foi pelas mãos de Joseph Blatter, presidente da FIFA, que recebeu a ambicionada Bola de Ouro – a segunda na sua carreira. Com as lágrimas a escorrerem-lhe pela face, muito comovido, e com dificuldades em falar, prosseguiu: “Obrigado a todos os meus companheiros do Real Madrid, da Seleção e à minha família”. Um forte aplauso interrompeu o discurso e permitiu-lhe recuperar algum fôlego. Salientou o enorme sacrifício que implicou a conquista deste galardão e não deixou de voltar a salientar o nome de Eusébio e de Mandiba (Nélson Mandela), como exemplos de pessoas importantes para a sua carreira.

Cristiano Ronaldo dedicou ainda uma nota especial ao filho e à namorada, presente na cerimónia, antes de ver-se obrigado a concluir o seu agradecimento pelo seu estado emocional e dificuldade em manter um discurso fluente. Já na zona mista, mas tarde, o avançado do Real Madrid, disse estar orgulhoso do prémio, considerando-se um “justo vencedor”, mas salientou que se o mesmo tivesse sido entregue a um dos outros dois finalistas seria igualmente justo. Questionado novamente sobre a comoção que exteriorizou durante a gala, completou: “Eu não sou de ferro e foram lágrimas verdadeiras”. Cristiano Ronaldo criou mais uma página na história do futebol – é o primeiro jogador português a somar duas Bolas de Ouro.

Além desta distinção, a FIFA atribui diversos outros prémios:

Equipa do Ano: Neuer (Bayern Munique); Dani Alves (Barcelona), Sergio Ramos (Real Madrid), Thiago Silva (PSG) e Daniel Lahm (Bayern); Ríbéry (Bayern), Iniesta (Barcelona) e Xavi (Barcelona); Messi (Barcelona), Ibrahimovic (PSG) e Cristiano Ronaldo (Real Madrid).

Prémio Presidencial do ano: Jacques Rogge, antigo presidente do Comité Olímpico Internacional.

Treinadora do Ano: Silvia Neid (Alemanha).

Treinador do Ano: Jupp Heynckes (Bayern Munique).

Golo do Ano (Prémio Puskas): Zlatan Ibrahimovic (Suécia).

Prémio Fair-Play do Ano: Federação de Futebol do Afeganistão.

Prémio Bola de Ouro de Prestígio Honorário: Pelé (Brasil).

Jogadora do Ano:Nadine Angerer (Alemanha)

A FIFA não se esqueceu ainda de relembrar a figura de Eusébio, recentemente desaparecido, através de exibição de um pequeno filme saudado no final com aplausos. O ‘pantera negra’ foi o vencedor da Bola de Ouro em 1965. Paulo Luís de Castro e Raquel Pinto – http://expresso.sapo.pt/bola-de-ouro-para-um-cr7-emocionado=f850436

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: