REPÚBLICA BANANA PEOPLE

Publique sua OPINIÃO Sem CENSURA! DENÚNCIE! Seja Um Colaborador!

Estado do Maranhão suspende compra milionária de marisco

Posted by REPÚBLICA BANANA PEOPLE em janeiro 9, 2014

O governo do Maranhão, estado no nordeste do Brasil cujas condições desumanas das cadeias estão na ordem do dia, decidiu suspender esta quinta-feira a compra de centenas de milhares de euros em marisco para a residência da governadora.

A decisão surge depois de terem surgido na imprensa vídeos que ilustram de forma chocante a violência e as condições desumanas em que vivem os presos. A compra de alimentos como lagosta e camarão, no valor de 307 mil euros, era destinada ao abastecimento da residência oficial da governadora Roseana Sarney e da casa de veraneio do governo, noticiou a imprensa brasileira. Entre os itens a serem adquiridos, estavam 80 quilos de lagosta fresca, 800 quilos de camarão fresco grande e 750 quilos de patas de caranguejo, além de chocolates e castanhas portuguesas.

A sumptuosa aquisição pública foi revelada esta quinta-feira pela imprensa brasileira, gerando reações fortemente negativas na opinião pública, atendendo à atual crise no sistema prisional do estado, onde pelo menos 60 reclusos foram assassinados em 2013. O jornal Folha de São destaca que nas prisões sobrelotadas e dominadas pela violência do estado, os detidos queixam-se de só ter para comer “arroz e frango indigesto”. A suspensão temporária da compra foi divulgada esta tarde pela Secretaria de Comunicação do Estado do Maranhão, sem uma justificação explícita. Em nota, o órgão informou que a comissão de licitação solicitou uma revisão no termo de referência, que indica os itens a serem adquiridos, prazos e formas de entrega.

A governadora do estado, Roseane Sarney, encontra-se esta tarde reunida com o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, que viajou para São Luís, capital do Maranhão, para discutir a crise na segurança pública da região. Na terça-feira, um vídeo gravado supostamente dentro da Penitenciária de Pedrinhas, num bairro rural de São Luís, mostrou cenas de horror praticadas entre presos de fações criminosas rivais. Nas imagens, cadáveres são exibidos ensanguentados e até decapitados. Na segunda-feira, uma criança de cinco anos faleceu após ter sido vítima do incêndio iniciado num autocarro por homens que atuavam, supostamente, sob ordens de detidos no Complexo Penitenciário de Pedrinhas. http://www.jn.pt/PaginaInicial/Mundo/Interior.aspx?content_id=3623905&page=-1

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: