REPÚBLICA BANANA PEOPLE

Publique sua OPINIÃO Sem CENSURA! DENÚNCIE! Seja Um Colaborador!

Novo atentado deixa ao menos 14 mortos na Rússia

Posted by REPÚBLICA BANANA PEOPLE em dezembro 30, 2013

  • Bomba explodiu em um ônibus elétrico na cidade de Volgogrado
  • No domingo, atentado suicida matou 16 em estação ferroviária da cidade
  • Presidente Vladimir Putin ordena aumento da segurança em todo país

 Explosão de uma bomba em ônibus na cidade de Volgogrado, na Rússia, deixou ao menos dez mortos Foto: Denis Tyrin / APExplosão de uma bomba em ônibus na cidade de Volgogrado, na Rússia, deixou ao menos dez mortos Denis Tyrin / AP

MOSCOU – Ao menos 14 pessoas foram mortas nesta segunda-feira na explosão de uma bomba em um ônibus elétrico em Volgogrado, um dia depois de um atentado suicida ter matado 16 pessoas em uma estação ferroviária na cidade, informou o Ministério de Situações de Emergência da Rússia. O presidente Vladimir Putin ordenou as autoridades policiais a aumentarem a segurança em todo o país.

Segundo o Kremlin, Putin emitiu várias instruções a um comitê de esforços contraterrorismo para reforçar a segurança em toda a Rússia, específicamente na região de Volgogrado. Investigadores classificaram o incidente de “ato terrorista” e disseram que foi provocado por um homem-bomba:

“É possível dizer preliminarmente que o dispositivo explosivo foi acionado por um homem-bomba. Os fragmentos do corpo foram recolhidos e enviados para teste genético”, informou o Comitê Investigativo federal em um comunicado.

Um repórter da agência Reuters viu o ônibus elétrico azul e branco reduzido a uma massa de ferro, com o telhado arrancado e corpos e escombros espalhados pela rua. O ataque deixou mais de 20 feridos.

– Pelo segundo dia, estamos morrendo – afirmou uma mulher nas proximidades, com a voz trêmula e tentando conter as lágrimas. – O que devemos fazer, apenas andar?

As explosões provocaram tensão na cidade e são uma demonstração da ameaça terrorista que a Rússia está enfrentando enquanto se prepara para sediar os Jogos de Inverno, em fevereiro. Volgogrado fica a cerca de 650 quilômetros a nordeste de Sochi, onde os jogos olímpicos serão realizados.

Em um vídeo postado na internet em julho, o líder checheno dos rebeldes que desejam instaurar um Estado islâmico no Cáucaso do Norte – uma série de províncias muçulmanas ao sul de Volgogrado – exortou os militantes a usar a “força máxima” para evitar a realização dos jogos, um projeto de prestígio do presidente Vladimir Putin.

Em outubro, um homem-bomba do Cáucaso do Norte matou sete pessoas em um ônibus em Volgogrado. Uma porta-voz do Comitê Olímpico Internacional, em Lausanne, na Suíça, lamentou o incidente desta segunda-feira:

– Nossas condolências a todos os afetados pelo bombardeio hoje em Volgogrado. Infelizmente, o terrorismo é um fenômeno global e nenhuma região está isenta. A segurança nos Jogos é uma prioridade para o COI. Nos Jogos Olímpicos, a segurança é responsabilidade das autoridades locais, e não temos dúvida de que as autoridades russas estarão à altura do desafio. http://oglobo.globo.com/mundo/novo-atentado-deixa-ao-menos-14-mortos-na-russia-11177105

Pelo menos 15 mortos em novo atentado em Volgogrado

Explosão no interior de um autocarro elétrico do sistema de transporte público de Volgogrado fez pelo menos dez mortos. É o segundo atentado nesta cidade russa em 24 horas
Explosão no interior de um autocarro elétrico do sistema de transporte público de Volgogrado fez pelo menos dez mortos. É o segundo atentado nesta cidade russa em 24 horas Fotografia © Reuters

Pelo menos 15 pessoas morreram hoje e outras 23 ficaram feridas na sequência de um novo atentado à bomba na cidade russa de Volgogrado, disse o vice-governador da região, Valisi Galushkin.

“Isto é horroroso”, afirmou, no local, Valisi Galushkin, em declarações à agência Interfax, citadas pela Efe, sublinhando que o balanço das vítimas do atentado é, contudo, preliminar. O artefacto explodiu, esta manhã, no interior de um elétrico do sistema de transporte público de Volgogrado. Segundo a televisão russa, o veículo – um meio comum de transporte nas cidades russas – ficou completamente destruído. O porta-voz do Comité de Instrução russo, Vladimir Markin, confirmou ter-se tratado de um atentado terrorista, anunciando a abertura de um inquérito.

“Foi aberta uma investigação por terrorismo e tráfico de explosivos”, acrescentou o mesmo responsável, em declarações às agências russas. O Comité Nacional Antiterrorista da Rússia adiantou que os primeiros dados indicam que o atentado não foi perpetrado por um terrorista suicida, mas antes que a bomba foi colocada no interior do elétrico, que se dirigia para o centro da cidade. Este atentado é o segundo em menos de 24 horas em Volgogrado: no domingo, uma bombista suicida fez-se explodir na estação de comboios, causando 17 mortos e 45 feridos, de acordo com os mais recentes dados oficiais. Lusa – http://www.dn.pt/inicio/globo/interior.aspx?content_id=3608880&seccao=Europa&page=-1

Segundo bombista suicida mata 14 pessoas na Rússia

Os habitantes de Volgograd estão a evitar usar os transportes públicos, após o segundo atentado em dois dias na cidade russa, antiga Estalinegrado. (atualizada 12h20)

A explosão do autocarro ocorreu em plena hora de ponta Getty A explosão do autocarro ocorreu em plena hora de ponta
Um bombista suicida fez-se hoje explodir num trólei, do sistema de transportes públicos de Volgograd, na Rússia, causando 14 mortos e mais de 20 feridos. Putin ordenou o reforço da segurança em todo o país. E já subiu para 17 o número de vítimas mortais do ataque suicida ocorrido ontem na estação central de comboios da mesma cidade russa anteriormente denominada como Estalinegrado. “Pelo segundo dia, nós estamos a morrer – é um pesadelo”, afirmou uma mulher a chorar, junto aos destroços do trólei que explodiu esta manhã. “O que é que é suposto fazermos, passarmos a andar a pé?”, acrescentou.

A explosão ocorreu na hora de ponta. Grande parte do trólei ficou destroçado, em sequência da explosão que partiu vidros das janelas dos edifícios circundantes. “Já é possível dizermos preliminarmente que o engenho explosivo foi detonado por um bombista suicida – um homem de cujo corpo recolhemos fragmentos e enviámos para testes genéticos”, refere um comunicado do comité federal encarregue da investigação.

“It is now possible to preliminarily say that the explosive device was set off by a suicide bomber – a man whose body fragments have been collected and sent for genetic testing,” the federal Investigative Committee said in a statement.

As medidas de segurança foram reforçadas nos sistemas de transportes, inclusive aeroportos, de toda a Rússia. Em Volgograd as pessoas estão agora a evitar usar os transportes públicos e muitos optam por se deslocar a pé para o trabalho. Localizada a cerca de 900 quilómetros a sul de Moscovo, a cidade tem mais de um milhão de habitantes.

Autoridades temem vaga de atentados

Apesar de não terem ainda sido reivindicados por nenhum grupo, as autoridades russas estão a tratar ambas as explosões como atos de terrorismo, temendo que surjam no âmbito de uma vaga de atentados motivada pelo aproximar das Olimpíadas de Inverno que arrancam a 7 de fevereiro em Sochim, a cerca de 690 quilómetros a sul de Volgograd.

Num vídeo divulgado em julho, Umarov, o líder de um grupo radical que pretende a criação de um estado islâmico independente no norte do Cáucaso, incitou aos militantes para recorrerem à “força máxima” para impedirem o início dos jogos. Para além dos 17 mortos, o ataque suicida de ontem na estação de comboios de Volgograd fez 40 feridos, alguns dos quais estão estado crítico. As autoridades anunciaram que foi causado por uma bombista suicida, mas existem alguns dados contraditórios sobre se terá sido um homem ou uma mulher a autora do atentado suicida. Em outubro, um ataque de uma bombista suicida num autocarro da cidade causara seis mortos. Alexandre Costa – http://expresso.sapo.pt/segundo-bombista-suicida-mata-14-pessoas-na-russia=f848211

NE: A quem interessa esta onda de ataques terroristas? Certamente ao ocidente imperialista que recentemente não conseguiu a intervenção militar que tanto almejava na Síria para depor Bashar al-Assad e se apropriar das riquezas do seu subsolo, por conta da não aprovação da Rússia. Interessa ás potências militares que não querem ver novamente uma corrida armamentista num possível ressurgimento de uma Rússia mais poderosa e belicista que a recentemente caída. Portanto, o mais importante será apurar quem está efetivamente por trás destas articulações e tomar as medidas internacionais cabíveis. Não podemos deixar de pensar que tudo isto está sendo articulado pelas agências de inteligência como sempre fizeram e fazem, afinal o 11 de setembro foi um ataque interno ou externo? Por falar nisso, alguém sabe quantos presidentes já foram assassinados nos EUA?

Um povo que mata seus próprios lideres, não hesita em tomas para si a “justiça” nas próprias mãos!

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: