REPÚBLICA BANANA PEOPLE

Publique sua OPINIÃO Sem CENSURA! DENÚNCIE! Seja Um Colaborador!

Morte faz travar grandes estúdios

Posted by REPÚBLICA BANANA PEOPLE em dezembro 10, 2013

Mundo. Com a morte súbita de Walker, os estúdios da Universal anunciaram o cancelamento da rodagem do sétimo filme, que deveria chegar às salas no verão de 2014

Rodagem do filme de ‘Velocidade Furiosa 7’ foi adiada, após acidente fatal de Paul Walker. Hollywood já lidou várias vezes com fim precoce de estrelas. A realidade ainda consegue surpreender a ficção. Em Hollywood, o caso mais recente foi a morte de Paul Walker, vítima de um grave acidente na Califórnia, no dia 30 de novembro, quando seguia a alta velocidade num Porsche conduzido por um amigo. O ator, de 40 anos, era um dos rostos da saga ‘Velocidade Furiosa’, que, em seis filmes, rendeu cerca de 700 milhões de euros em todo o Mundo. Com a morte súbita de Walker, os estúdios da Universal anunciaram o cancelamento da rodagem do sétimo filme, que deveria chegar às salas no verão de 2014.

‘Velocidade Furiosa 7’ terá agora de ser reescrito, e os produtores já fizeram saber que, qualquer que seja a solução para o lugar deixado vago por Paul Walker, uma homenagem à estrela está garantida. Até agora, ainda não foi anunciada data para retomar as gravações. Não é a primeira vez que uma morte inesperada obriga os executivos de Hollywood a encontrarem soluções para projetos pendentes. Em 1962, o realizador George Cukor deixou o filme ‘Something’s Gotta Give’ inacabado depois de a estrela Marilyn Monroe ter falecido com sobredose de drogas.

Antes, em 1959, o realizador Ed Wood decidiu substituir o veterano Bela Lugosi, que morreu na rodagem de ‘Plano 9 do Vampiro Zombie’, colocando um outro ator a interpretar o mesmo papel, mas com… um saco a cobrir a cabeça. A obra ainda é considerada a pior de sempre. Em 1994, o filho de Bruce Lee, Brandon, morreu na rodagem de ‘O Corvo’ com um tiro de pistola, na gravação de uma cena, e os produtores recorreram a efeitos especiais para atenuar o súbito desaparecimento. Já Heath Ledger, falecido em 2008 aos 28 anos, deixou Terry Gilliam com um filme a meio, ‘Parnassus: O Homem que Queria Enganar o Diabo’. A solução passou por contratar os atores Johnny Depp, Jude Law e Colin Farrell para se revezarem na mesma personagem. Rui Pedro Vieira – http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/lazer/cultura/morte-faz-travar-grandes-estudios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: