REPÚBLICA BANANA PEOPLE

Publique sua OPINIÃO Sem CENSURA! DENÚNCIE! Seja Um Colaborador!

Mais de 300 mortos nos confrontos na República Centro Africana

Posted by REPÚBLICA BANANA PEOPLE em dezembro 7, 2013

Mais de 300 mortos nos confrontos na República Centro AfricanaMais de 300 pessoas morreram, desde quinta-feira, em Bangui, capital da República Centro-Africana, nos ataques das milícias contra civis, anunciou a Cruz Vermelha Centro-Africana.

foto SIA KAMBOU/AFP – Mais de 300 corpos recolhidos em dois dias

Um alto funcionário da Cruz Vermelha Centro-Africana (CVCA) divulgou estes números provisórios, na sexta-feira à noite, uma vez que o número de mortos pode aumentar porque as buscas para encontrar pessoas desaparecidas nos últimos dias continuam.”No meu bairro, ainda há corpos estendidos no chão. É complicado recolhê-lo. A Cruz Vermelha ainda não entrou na área e temos medo das epidemias”, disse à agência espanhola Efe Quentin Ningatouloum, residente em Galabadjia, em Bangui.

A situação de segurança permanece caótica em Bangui, apesar da presença de tropas francesas na cidade, devido à violência na cidade desde que milícias de autodefesa cristãs “Anti-Balaka” iniciaram os seus ataques, tendo sido travadas pelas forças de segurança apoiadas pela milícia muçulmana Seleka.”Os assassinatos continuam, os homens armados ainda estão presentes e cometem atos de violência na cidade”, disse à Efe uma autoridade local do quarto distrito da capital.Às primeiras horas deste sábado, Bangui era uma cidade deserta, embora os soldados franceses tenham intensificado as suas patrulhas desde a noite passada.

“Este dia deverá ser decisivo. O exército francês deverá tomar medidas para expulsar os homens de Seleka, que continuam os abusos no nosso bairro”, disse à Efe Redebale Kevin, um morador da área Boy Rabe, no norte de Bangui, que teve que se refugiar num mosteiro por causa dos combates. Os combates intensificaram-se na quinta-feira após ataques de militantes “Anti-Balaka”, apoiantes de presidente deposto François Bozizé, horas antes da ONU autorizar a intervenção militar da França para proteger a população e restaurar a ordem no país. A República Centro-Africana, com 4,5 milhões de habitantes, mergulhou no caos desde o golpe de Estado de março realizado pela coligação rebelde Séléka, com origem na minoria muçulmana, que afastou do poder o Presidente François Bozizé. http://www.jn.pt/PaginaInicial/Mundo/Interior.aspx?content_id=3574699&page=-1

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: