REPÚBLICA BANANA PEOPLE

Publique sua OPINIÃO Sem CENSURA! DENÚNCIE! Seja Um Colaborador!

Sinais de água encontrados em cinco planetas extrassolares

Posted by REPÚBLICA BANANA PEOPLE em dezembro 5, 2013

Telescópio espacial Hubble detetou assinaturas de água nas atmosferas de cinco planetas muito distantes do Sistema Solar.

Visão artística da atmosfera de um dos planetas gasosos iluminada pela estrela hospedeira: para determinar a composição dessa atmosfera, os astrónomos calculam os comprimentos de onda da luz que é transmitida e da luz que é parcialmente absorvida.
Visão artística da atmosfera de um dos planetas gasosos iluminada pela estrela hospedeira: para determinar a composição dessa atmosfera, os astrónomos calculam os comprimentos de onda da luz que é transmitida e da luz que é parcialmente absorvida. NASAs Goddard Space Flight Center. A presença de vapor de água na atmosfera de cinco planetas extrassolares foi descoberta por equipas de cientistas americanos lideradas pela NASA e pela Universidade de Maryland, a partir de observações feitas pela Wide Field Camera 3 do telescópio espacial Hubble. A existência de água noutros planetas distantes já tinha sido encontrada antes, mas este é o primeiro estudo a medir e comparar os perfis e as intensidades destas assinaturas em diferentes planetas.

“Esta investigação abre a porta para se comparar que quantidade de água está presente nas atmosferas de diferentes tipos de planetas extrassolares, por exemplo, entre os mais quentes e os mais frios”, explica Avi Mandell, cientista planetário do Centro Goddard de Voo Espacial da NASA. Mandell é um dos autores de um dos dois artigos científicos publicado no “Astrophysical Journal”, que descrevem as descobertas feitas nos planetas WASP-17b, HD209458b, WASP-12b, WASP-19b e XO-1b.

“Júpiteres quentes”

O primeiro encontra-se a 1000 anos-luz da Terra, o segundo a 154 anos-luz, o terceiro a 871, o quarto a 815 e o quinto a 600. Têm todos órbitas próximas das suas estrelas hospedeiras e foram classificados como “Júpiteres quentes” – planetas gasosos semelhantes a Júpiter mas com temperaturas à superfície muito elevadas, devido à proximidade da respetiva estrela. A câmara do Hubble permite estudos detalhados sobre a dimensão, composição e características da atmosfera de planetas que estão longe de mais para ser fotografados. É um das poucas no mundo capaz de estudar as atmosferas de planetas extrassolares a biliões de quilómetros de distância da Terra.

O aparelho analisa a absorção da luz na atmosfera desses planetas num intervalo de comprimentos de onda onde a assinatura da água aparece, se existir. Esse estudo é feito quando esses planetas passam em frente das suas estrelas hospedeiras, medindo a que comprimentos de onda a luz é transmitida ou parcialmente absorvida. Drake Deming, investigador da Universidade de Maryland (em College Park), reconhece que “detetar a atmosfera de um planeta extrassolar é extraordinariamente difícil”. Os sinais de água descobertos foram, aliás, menos pronunciados do que se esperava, provavelmente porque uma camada de neblina ou poeira cobre a superfície da atmosfera dos cinco planetas. O telescópio espacial Hubble é gerido em conjunto pela NASA e pela Agência Espacial Europeia (ESA). Virgílio Azevedo – http://expresso.sapo.pt/sinais-de-agua-encontrados-em-cinco-planetas-extrassolares=f844370

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: