REPÚBLICA BANANA PEOPLE

Publique sua OPINIÃO Sem CENSURA! DENÚNCIE! Seja Um Colaborador!

Filha de Uderzo quer afastar “abutres” do pai

Posted by REPÚBLICA BANANA PEOPLE em dezembro 4, 2013

Albert Uderzo com Anne Goscinny, filha de Rene Goscinny, e a sua filha Sylvie Uderzo (à direita)
Albert Uderzo com Anne Goscinny, filha de Rene Goscinny, e a sua filha Sylvie Uderzo (à direita) Fotografia © Yves Herman – Reuters

Sylvie Uderzo, filha única do desenhador francês, afirmou esta quarta-feira que quer proteger a família dos “abutres” que giram em torno da sua fortuna.

“Não se trata de um negócio. Eu estou muito bem e não tenho nenhuma crise existencial. Quero apenas tentar proteger a minha família dos abutres que andam à sua volta”, afirmou Sylvie Uderzo à Europe 1 em resposta à queixa apresentada segunda-feira por Albert Uderzo contra ela e o seu marido, Bernard de Choisy, por “violência psicológica”.

Em conflito com a sua filha desde 2007, Albert Uderzo, de 86 anos, acusa a filha de querer “meter as mãos” na altamente rentável e famosa série de livros de Banda Desenhada de Astérix, da qual é autor em conjunto com René Goscinny, já falecido.

A filha de Uderzo já tinha apresentado em 2011 uma queixa contra desconhecidos por “abuso de fraqueza”, uma vez que Sylvie garante que algumas pessoas que rodeiam o seu pai estão a tentar aproveitar o estado de saúde do octogenário para abusar da sua generosidade e tentar influenciar a gestão da sua obra e respetiva fortuna, embora Albert Uderzo sempre tenha negado essa fragilidade.

“Eu nunca afirmei que o meu pai estava senil”, afirmou Sylvie, “mas quando se tem uma certa idade é mais fácil de sermos manipulados por homens de fato e gravata”, disse, numa alusão ao contabilista do pai.

Albert Uderzo e a sua filha única estão em conflito aberto desde 2007. Em Dezembro de 2009, o desenhador cedeu à Hachette Livre os 40% de participação que detinha na Albert-René. Com a aquisição dos 20% detidos pela filha de René Goscinny, a Hachette dispõe agora de uma participação maioritária. Esta operação foi denunciada por Sylvie Uderzo, que continua a deter os restantes 40% da Albert-René. Astérix é uma das mais bem sucedidas séries de Banda Desenhada, com 33 àlbuns que já venderam 325 milhões de cópias em 107 línguas diferentes. France Press, publicado por Luís Manuel Cabral – http://www.dn.pt/inicio/artes/interior.aspx?content_id=3568401&page=-1

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: